Absenteísmo no escritório contábil – Conheça os 4 sinais de alerta

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Você já parou pra pensar que os atrasos e faltas que ocorrem em sua empresa contábil podem não ser simplesmente uma obra do acaso? Há um nome para isso, absenteísmo. Isso mesmo, você não é o único e nem o último gestor a sofrer com esse problema. A pior parte é que, o absenteísmo, pode ser, ao invés de um problema, um sintoma, de que algo muito maior pode estar acontecendo no escritório.

Mas não se preocupe, no artigo de hoje vamos discorrer um pouco mais sobre esse mal que pode ser muito presente, mas pouco notado nas contabilidades. Portando, descubra agora como isso impacta na gestão, no ambiente de trabalho e porque ignorá-lo pode prejudicar os negócios a longo prazo. Ahh e claro, aprenda a combater e evitar! Preparado?


Nome difícil, significado nem tanto…


Embora absenteísmo não seja uma palavra comum em nosso vocabulário você certamente já presenciou ou até mesmo vivenciou cenas de absenteísmo no ambiente de trabalho. S

egundo o livro Gestão de Pessoas, de Idalberto Chiavenato, o absenteísmo, que deriva do latim obsens (estar ausente), é a soma dos momentos de ausência de alguém durante um determinado período. Neste caso, o tempo que os colaboradores estão ausentes da empresa contábil, quando deveriam estar em serviço. Isto é: Faltas corriqueiras, atrasos constantes ou até mesmo ausência por questões médica. O fato é que, no fim de um semestre, por exemplo, o absenteísmo pode causar prejuízos significativos para uma empresa contábil e não me refiro apenas à parte financeira

Mas vale lembrar que mais importante do que entender o significado é descobrir os fatores que causam essas faltas. Sendo assim , confira no tópico abaixo os 4 principais motivos que fazem os colaboradores ter uma baixa assiduidade no ambiente de trabalho:


Os 4 sinais!


Infelizmente o absenteísmo pode ser causado por diversos motivos, mas existem algumas causas que aparecem com mais frequência. E elas estão diretamente relacionadas ao ambiente de trabalho em geral. É sobre elas que vamos falar abaixo:

1- Cultura organizacional incompatível!

O desemprego e a falta de processos seletivos adequados faz com que as pessoas, muitas vezes, aceitem vagas em empresas cujos perfis não se alinham com seus ideais. Por isso, consequentemente, a longo prazo a relação começa a ficar insustentável.  Isso também acontece quando o perfil do contratado não é o ideal para a vaga, ou seja, não da match. Dessa forma, as metas e objetivos exigidos pela empresa não são alcançados e a frustração começa a aparecer. Nessa fase é comum que os colaboradores comecem a faltar para participar de processos seletivos em outras organizações.

2- Assédio moral

Hoje em dia as empresas contábeis vivem em uma realidade muito diferente do que há alguns anos. Porém, infelizmente, o assédio moral ainda existe. Seja pelo despreparo da liderança, pelo desespero para atingir metas, o fato é que os deboches e tiranias são grandes causadores do absenteísmo. Isso com certeza desmotiva os colaboradores e contribui para que a assiduidade diminua. Afinal, ninguém quer estar em um ambiente pesado, com brigas recorrentes e falta de respeito, não é mesmo?

3- Excesso de trabalho

Quando uma empresa contábil tem dificuldades para realizar uma gestão eficiente, os atrasos e retrabalhos são consequência. Dessa forma, a rotina dos colaboradores começa a ficar carregada e as 8 horas diárias parecem não ser suficientes para dar conta de tanta demanda.  E, cá entre nós, ninguém é produtivo durante todo o expediente, é natural ter que descontrair em alguns momentos do dia. Agora, imagine ter que fazer horas extras com frequência para dar conta de uma demanda que não cabe em um período de trabalho ininterrupto. Por conta disso, com o tempo, a desmotivação bate e o absenteísmo aparece.

4- Busca de novas oportunidades!

Esse motivo, na verdade é o resultado dos outros que citei nos tópicos anteriores. Diria que é o estágio final do absenteísmo. Ou seja, quando o colaborador começa a faltar porque já não tem mais vontade de pertencer à organização.  Assim, ele começa a procurar oportunidades que, em muitos casos, nem são financeiramente mais vantajosas, mas que oferecem um ambiente mais tranquilo e acolhedor. E acredite, essas características têm se tornado cada vez mais relevantes para os colaboradores de hoje em dia.


Cortando o mal pela raiz!


Além do prejuízo financeiro, o absenteísmo pode prejudicar na gestão de tarefas de uma empresa contábil, seja pelos atrasos nas tarefas quando há faltas no time ou pela alta rotatividade de funcionários. Por isso, combater esse problema é muito importante para evitar que ele cresça e fique intrínseco na cultura da contabilidade. Portanto, o primeiro passo para resolver a situação é fazer um relatório para analisar os principais motivos das ausências e atrasos.

Mas vale lembrar que algumas causas como a busca por novas oportunidades não vão ser tão evidentes. Por isso, é preciso analisar os sinais dados pelos colaboradores que pediram demissão recentemente. Nos outros casos é possível identificar os problemas com mais clareza, por exemplo, verifique se:

  • Há colaboradores sobrecarregados;
  • Os líderes têm agido com tirania;
  • O ambiente de trabalho é satisfatório na opinião do time;
  • O perfil da empresa é compatível com o do time.


A fórmula “mágica” da paz!


Ao identificar a presença do absenteísmo, você pode começar a medi-la mensalmente para identificar se houve melhorias ou não. Assim, para calcular, basta seguir os passos abaixo:

  • Calcule as horas que deveriam ser trabalhadas pela equipe durante um mês útil;
  • Transforme os dias perdidos em horas e some aos atrasos e saídas antecipadas;
  • Divida o número de horas faltadas pelas horas trabalhadas da equipe;
  • Multiplique o resultado por 100.

Esse resultado será a porcentagem de absenteísmo existente no time contábil. Faça uma planilha e acompanhe mensalmente a evolução do valor. Com isso você saberá se as ações tomadas para resolver o problema estão sendo eficientes ou não.

Pode ser interessante oferecer bonificações individuais ou coletivas sempre que a porcentagem de absenteísmo diminuir. O sucesso nesse caso depende de muitos fatores, mas pode ter certeza que a assiduidade dos colaboradores é um dos mais importantes. Então, fique atento e se preciso for, combata esse problema imediatamente. O absenteísmo pode até parecer distante, mas está diretamente relacionado com a dificuldade em realizar uma gestão eficiente nas empresas contábeis.

4 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *