A melhor forma de resolver um problema é entendendo exatamente porque ele acontece. Isso vale para quase tudo na vida, inclusive também para seus clientes contábeis inadimplentes. Muitos deles acabam atrasando por motivos simples e que são fáceis de resolver.

Por isso o artigo de hoje vai falar de forma objetiva sobre algumas das características que muitos clientes inadimplentes têm em comum. Ao ter ciência dessas informações fica mais fácil descobrir como contorná-las. Então continue a leitura e saiba como reduzir a taxa de inadimplência de sua empresa contábil e caminhar com mais firmeza rumo ao sucesso.

Clientes contábeis inadimplentes sempre deixam rastros

Existem dois tipos de inadimplentes, aqueles que passam por dificuldades ou não se organizam direito para efetuar pagamentos (esse é o tipo mais comum) e os que agem de má fé. É sobre o último grupo que falaremos neste tópico.

Este aliás é um assunto delicado, mas precisa ser comentado (já que me propus a falar verdades nuas e cruas). Esse tipo de cliente age sempre com a intenção de obter vantagens ilícitas sobre outrem. Mas por sorte há como se proteger deles, veja:

Além de trabalhar sempre com contratos altamente detalhados e deixar bem claro os tópicos relacionados a prazos e ações que poderão ser tomadas quanto à quebra do contrato, você deve se lembrar de uma dica valiosa, maus pagadores sempre deixam rastros.

Com um pouco de atenção e cautela é possível identificá-los antes que lhe causem prejuízos e a principal arma para isso é o controle e rastreamento de atividades financeiras.

É importante portanto, manter um registro de pagamento dos clientes que você já atende para avaliar no decorrer de um ano por exemplo, como estes clientes se comportaram em relação à inadimplência. Já para os clientes novos, você pode realizar buscas em empresas de proteção ao crédito utilizando o CNPJ da empresa em questão.

Essas informações podem evitar que sua empresa caia em fraudes ou tenha dores de cabeça com clientes contábeis inadimplentes, que poderiam ser evitadas com a sondagem. Até porque na busca por novos clientes, é muito comum agir por empolgação e é aí que uma felicitação pode se transformar em verdadeiro aborrecimento.

Que tal analisarmos agora o grupo mais comum dos inadimplentes? Então prossigamos.

Saiba mais: 5 maiores sabotadores de uma empresa contábil

 

Dívidas importantes são pagas primeiro

Na verdade essa é uma regra que todos nós seguimos. Quando estamos passando por problemas financeiros damos preferência às contas essenciais e só quando a situação vai se normalizando é quitamos as dívidas mais “supérfluas”.

Esse hábito pode ser um excelente indicador de como diminuir as taxas de inadimplência em sua empresa contábil.

Se o número de pagamentos atrasados só aumenta, pode ser que sua empresa esteja no fim da lista de prioridades do cliente. Isso pode estar acontecendo porque ele não enxerga tanto valor assim aos serviços que você oferece. Mas você pode mudar esse quadro e ocupar o topo da lista.

Basta gerar mais valor ao serviços fornecidos. É preciso que um cliente entenda que sem suas atividades contábeis ele pode ter grandes prejuízos. Para conseguir gerar valor, você pode fornecer periodicamente conteúdos que reforcem a importância de seu escritório para a saúde das empresas clientes.

Você pode também enviar relatórios sobre a economia gerada por sua empresa contábil ao cliente, conseguindo com que ele pague o mínimo de impostos possível.

Por fim vale também investir em relacionamento: e-mails em datas comemorativas, cortesias e informações privilegiadas sobre o mundo contábil são ótimas formas de estreitar esse relacionamento e evitar o aumento no número de clientes contábeis inadimplentes.

Clientes podem deixar a inadimplência com medidas simples

Como eu havia dito lá no início do artigo, muitos clientes entram em inadimplência por mero descuido ou desatenção. Por isso, tudo o que sua empresa puder fazer para evitar esse esquecimento será muito bem vindo. Confira algumas dicas sobre como evitar a inadimplência logo abaixo:

  • Evite cheques pré-datados. Ao receber esse tipo de pagamento, você assume toda a responsabilidade pelo pagamento, tendo que depositá-lo na data combinada. Caso o cheque esteja sem fundos por exemplo, será preciso entrar em contato com o cliente e isso pode trazer muitos problemas;
  • Utilize os boletos bancários. Além da facilidade para pagar esse tipo de documento, sua adoção exige uma infraestrutura de baixíssimo custo e você pode se programar para reenviá-los quando a data limite para o pagamento estiver se aproximando;
  • Considere o DDA. Esta é a sigla para débito direto autorizado, uma opção que desconta todo mês (ou na data combinada) automaticamente o valor combinado da conta do cliente. Além disso o próprio banco se encaminha de enviar lembretes ao cliente em relação aos pagamentos.

Essas medidas podem reduzir muito a taxa de inadimplência em sua empresa contábil e oferecer várias possibilidades de pagamento mostra ao cliente que você é flexível, dá várias opções justamente para evitar problemas com pagamentos.

Clientes contábeis inadimplentes fazem parte da realidade da maioria das empresas contábeis. Por isso é muito importante ficar de olho nas taxas de inadimplência e implementar algumas das medidas citadas anteriormente para controlar esse número. Com isso você evita que a inadimplência impacte o fluxo de caixa de sua empresa contábil.

Saiba mais: Como a equipe comercial da sua empresa contábil pode turbinar a prospecção!