Quando você pensa em capacitar seus colaboradores é provável que a primeira coisa que venha a sua cabeça seja incluí-los em treinamentos, palestras, cursos e afins, certo? Pois saiba que essa não é única maneira de fazer isso. A aprendizagem indireta, dentro de uma empresa, também é uma forma de aprender. É claro que os treinamentos e capacitações são importantes e agregam conhecimento, mas experiências fora desse contexto contam tanto quanto. Afinal, a aprendizagem constante dentro de um ambiente de trabalho também é necessária para o desenvolvimento de pessoas, técnicas e habilidades. Por isso, fomentar uma cultura de aprendizagem organizacional é tão importante quanto qualquer outra.  

No entanto, fomentar a cultura de aprendizagem organizacional, apesar de ser uma decisão vantajosa, pode não ser tão fácil. Não é à toa que o relatório da Deloitte Global Human Capital Trends, apontou a aprendizagem organizacional como um dos principais desafios de 2021. 

Por isso, no artigo de hoje, eu irei ajudá-lo a superar esse desafio e aproveitar os benefícios dessa aprendizagem aí no seu escritório!

Vamos lá? 

Como acontece a aprendizagem organizacional?

Como adiantei acima, a aprendizagem organizacional pode ocorrer de diversas maneiras. 

Vamos conhecer algumas delas: 

Aprendizagem por experiências profissionais

Aqui o colaborador aprende a partir das experiências vivenciadas dentro do  ambiente de trabalho, sejam elas positivas ou negativas. 

São essas experiências que o ajudam a assimilar suas ações e, assim, criar novas estratégias para conseguir mudar sua forma de agir. 

Aprendizagem pela cultura empresarial

Esse tipo de aprendizagem é embasada na visão, missão e valores de uma empresa. 

Ou seja, os líderes e gestores agem de acordo com esses pilares da empresa e os transmitem aos seus colaboradores, fazendo com que eles aprendam a partir de observação.

Aprendizagem a partir de líderes

É comum nos espelharmos em alguém como modelo positivo de conduta. No caso das empresas, os gestores são o contato mais direto da organização com seus colaboradores. 

Por isso, é essencial que sejam eles os  bons exemplos, tanto profissional quanto pessoal. Inclusive incentivando seus colaboradores a buscarem formas de se desenvolver nos dois pontos.

Aprendizagem ativa

Esse tipo é o mais comum. Ela acontece a partir da realização de tarefas cotidianas. 

Ou seja, o colaborador realiza uma atividade e, com essa experiência, consegue novos aprendizados que agregam aos conhecimentos que ele já possuía.

Aprendizagem por compartilhamento

Esse tipo de aprendizagem acontece em momentos em que um colaborador, gestor ou líder aprende uma nova habilidade ou técnica e a passa a diante. 

Ela pode ser uma das mais proveitosas, pois permite que pessoas com ideias diferentes,  possam aprender formas distintas de realizar algo.

Aprendizagem sistêmica

A aprendizagem sistêmica se dá na observação de processos coletivos e não somente individuais. Conhecendo a forma como o processo de determinadas atividades acontece, é possível entender onde e como ocorrem os gaps. 

Dessa forma, ao analisar os processos e estrutura interna de uma empresa, o colaborador pode entender de fato como as atividades são realizadas e as decisões são tomadas. Esse tipo de aprendizagem também permite ao colaborador visualizar falhas na gestão e, assim, trazer novas soluções para companhia.

Benchmarking

Quem não tem o que aprender com a concorrência não é mesmo? Por isso, essa é sim uma forma de aprendizagem organizacional.

Observando e analisando as estratégias e boas práticas da concorrência, é possível aplicar novas posturas, processos e soluções em sua própria empresa. 

Quais as vantagens da aprendizagem organizacional?

Apostar em um programa de aprendizagem organizacional pode ser extremamente vantajoso para uma empresa, contribuindo para o sucesso e crescimento do negócio e de seus colaboradores. 

No entanto, não é só crescimento que o programa de aprendizagem organizacional oferece para empresa, existem vários outros benefícios. E, nos tópicos a seguir vamos conhecer alguns deles.

Atividades cada vez mais eficazes

A primeira vantagem que se pode perceber ao implantar um programa de aprendizagem organizacional são as atividades desempenhadas se tornando cada vez mais eficazes. 

Isso porque, a partir do momento que o conhecimento é adquirido pelo colaborador,  sua performance é potencializada, o que torna a execução das demandas ainda mais eficientes e a organização mais competitiva em seu mercado de atuação. 

Ambiente propício à inovação

Com a implementação de um programa de aprendizagem organizacional, os colaboradores da empresa têm a oportunidade de se tornarem cada vez mais criativos, algo que só traz benefícios para os negócios. 

E quando se pode contar com profissionais criativos, a possibilidade de que estes encontrem soluções inovadoras e serviços que atendam às demandas e necessidades dos clientes com assertividade, aumentam de forma significativa. 

Conhecimentos compartilhados

Outro benefício que o programa de aprendizagem organizacional traz às empresas, é tornar o ambiente corporativo um local verdadeiramente propício ao compartilhamento de conhecimentos e cultura de mentoria. Isso porque cada experiência pela qual um profissional passa traz um aprendizado, que ao ser absorvido, pode ser automaticamente disseminado entre os demais. 

Dessa forma, todos têm a oportunidade de aprender algo novo constantemente, transmitindo conhecimentos de pessoa para pessoa.

aprendizagem organizacional

Aumento da satisfação dos clientes

Como eu disse anteriormente, o ambiente em que a aprendizagem organizacional é constantemente estimulada, é um ambiente também voltado para atender mais efetivamente às necessidades dos clientes. 

E o resultado disso é que, ao perceberem que estão recebendo a devida atenção, esses mesmos clientes passam a ser fidelizados. Isso garante um relacionamento mais longo entre você e seus parceiros. 

Como criar um programa de aprendizagem organizacional

Agora que você está afiado sobre o que é, como funciona e quais as vantagens da aprendizagem organizacional , está pronto para aprender a colocá-la em prática.

Como citei em alguns tópicos, não existe uma maneira específica para criar um programa de aprendizagem organizacional e sim algumas ações onde você pode fomentar esse conceito entre seus colaboradores. Por isso, aqui abaixo eu selecionei 5 dessas formas, vamos conhecê-las:

1- Dinâmicas de aprendizagem

Estratégias com dinâmicas ajudam a tornar o aprendizado mais prazeroso. Quem nunca se viu aprendendo de forma mais rápida quando isso é levado de maneira mais descontraída, não é mesmo?  Além disso, a dinâmica também reforça o trabalho em equipe. Imagina criar uma dinâmica ilusória e usar a criatividade para resolver um problema verdadeiro do escritório? Essa é uma boa forma de colocar o programa de aprendizagem em prática. 

Por exemplo, alguns clientes têm reclamado do tempo que seus colaboradores levam para resolver as ordens de serviço solicitadas. Nesse caso, você pode dividir seus colaboradores em grupos e sugerir que levantem possíveis formas de resolver esse problema, utilizando seus conhecimentos adquiridos em outras experiências de trabalho. 

Assim, é possível compartilhar esse conhecimento de forma assertiva, sem tornar o processo chato como uma aula sobre o porquê demorar para resolver as ordens de serviço pode prejudicar o escritório.

2- Gamificação

A gamificação também é uma forma lúdica de aprender. Nesse caso utilizamos a dinâmica dos games e jogos para levar conhecimento e aprendizagem ao colaborador. 

Essa estratégia pode trabalhar diversos assuntos, como: o treinamento corporativo, onboarding de novos colaboradores e clientes e até mesmo as tarefas cotidianas de forma divertida e interativa. Isso torna o processo mais dinâmico, engajador e eficiente, reforçando a fixação dos conhecimentos adquiridos na atividade.

O Role Play, por exemplo, é um jogo muito utilizado nas estratégias de gamificação e pode ajudá-lo no programa de aprendizagem organizacional. Para jogá-lo são necessárias duas ou mais pessoas que precisam usar toda a sua criatividade para solucionar um problema ou situação com um tempo estipulado pelo facilitador, que pode ser o gestor da área. 

Para exemplificar, vamos supor que seu escritório esteja com um problema sério em relação a quantidade de tarefas em atraso, que está ocasionando multas aos seus clientes. Nesse caso, os participantes teriam um tempo para encontrar soluções novas utilizando o seu próprio sistema de gestão ou qualquer outra ferramenta ou ERP que você utilize. Esse game ajudaria  a enxergar possibilidades de forma divertida. Além de estimular a participação de todos os colaboradores, mostrando novas ideias e formas de utilizar suas ferramentas para resolver problemas. 

3- Reuniões online

Graças a tecnologia, as reuniões e encontros online têm se mostrado uma forma útil, assertiva e flexível de aprender, que também pode ser usada em um programa de aprendizagem organizacional.

Nesse caso, você pode sugerir reuniões semanais, nas quais seus colaboradores levariam os problemas que ocorreram na semana e como os mesmos foram resolvidos. Independente de a resolução ter acontecido de forma errado ou certa, das duas maneiras o aprendizado irá acontecer. Como mostrei no tópico experiência profissional.

Essas reuniões podem ser ótimas para transmitir a todos algo que foi aprendido na prática, além disso também pode ser o seu momento, como líder e gestor, de ensiná-los e ser uma boa referência para eles. 

4- EAD

Também graças a tecnologia, o ensino EAD tem se mostrado uma ótima forma de disseminar bons conteúdos. Sendo otimizada, assertiva e flexível de se aprender. Afinal, as pessoas podem decidir como, onde e quando vão estudar de acordo com suas disponibilidades. 

Ele pode ser aplicado tanto em capacitações técnicas, como também em temas diversos, sendo um método onde qualquer assunto pode ser abordado. Por exemplo, um de seus colaboradores é fera em vendas, então que tal solicitar a esse colaborador para criar uma série de aulas sobre o tema? Assim ele repassa seus conhecimentos aos demais colaboradores de forma assertiva e  prática. 

O mesmo pode ser feito para outros assuntos, por exemplo, novos colaboradores chegaram ao escritório e não sabem utilizar sua ferramenta de gestão contábil, que tal criar uma série de vídeos ensinando a eles todas as funções dessa ferramenta? Assim você não perde um colaborador no dia a dia para executar essa função e nem tem custos adicionais. 

Pronto para começar?

E aí, deu pra entender o quão vantajoso pode ser criar o seu programa de aprendizagem organizacional? Espero que sim, afinal, o objetivo desse conteúdo era exatamente este: mostrar a você que existem formas diferentes de aprender e o quanto explorá-las pode ser eficiente e assertivo ao seu negócio. 

Vale ressaltar que o processo de aprendizagem organizacional é formado por diversos estímulos e não é algo que acontece da noite para o dia. Para que o conhecimento seja trocado e fomentado é importante que a empresa crie ações, como as que citei aqui, e incentive seus colaboradores diariamente. Somente assim, sua empresa poderá usufruir das vantagens e benefícios que o programa oferece.

E me conta, você tem um programa de aprendizagem organizacional no seu escritório? Pensa em criá-lo após ler esse conteúdo? Me conte nos comentários! Será incrível saber que este artigo ajudou você de alguma forma =)