Quando você acha que sua apresentação está indo bem, vem a lei de Murphy e ataca! Caso você não conheça. a Lei de Murphy afirma que: “tudo que pode dar errado, dará errado”. E isso parece ser especialmente verdadeiro quando falamos em público. 

É nítido que os tempos mudaram e hoje as apresentações são bem menos formais do que eram tempos atrás, mesmo para o mercado contábil. Porém, essa informalidade não nos deixa imunes a pequenos deslizes. Quem nunca perdeu a linha de pensamento, falou uma palavra errada ou com duplo sentido, em uma apresentação? Se você ainda não passou por momentos como esses, vai passar, principalmente se você faz apresentações com frequência. 

Situações como essas podem acontecer a qualquer momento e nos deixar desconfortáveis. Mas, o importante é saber retomar uma apresentação que deu errado. E é exatamente isso que eu te ensino agora!

Vamos lá?

9 Passos para se recuperar uma apresentação que deu errado

1- Permaneça tranquilo

Você está diante de uma plateia ou clientes e de repente algum evento inesperado joga todos os seus planos pela janela. A coisa mais importante que você deve fazer neste momento é: manter a calma. 

Manter a compostura o ajuda a controlar a situação. Se, de repente, você entrar em desespero, seu cliente em potencial, sua equipe ou seja lá quem for que estiver vendo sua apresentação, também ficará alarmado. Dessa forma, tente evitar o colapso com algumas estratégias:

  • Faça pausas: na maioria das vezes, seu público não percebe o problema ou ele é resolvido rapidamente, então dê a si mesmo um momento para se recompor. O que parece uma eternidade de silêncio para você é uma fração de segundos para o seu público.
  • Não pare de respirar: quando você ficar ansioso, resista ao impulso de parar de respirar. Fique relaxado e respire fundo, isso relaxa e envia o oxigênio necessário ao cérebro para que você possa pensar com mais clareza.
  • Mantenha a perspectiva: a menos que algum dos maiores mistérios do universo esteja em sua apresentação, a maioria dos problemas tem uma solução alternativa simples. Pode não ser o ideal, mas também não será uma perda total. Agarre-se nisso.

2- Use, perca e ria 

Imagine que você pulou uma seção inteira de sua apresentação e não é possível voltar o slide ou vídeo. Faça uso das seguintes rotas de recuperação: use, perca ou ria. Não entendeu nada? Vou explicar aqui em baixo com detalhes: 

  • Use: muitos erros são recicláveis. Pulou um slide? Esqueceu um nome? Use-o como uma piada que seu público goste e veja onde esse momento o leva. A espontaneidade costuma deixar as coisas mais fluidas ajuda a criar alguns momentos e oportunidades inesperadas e interessantes.
    Por exemplo: “Quer saber? Eu simplesmente pulei esse slide para frente porque estava muito animado para mostrar a você o que esse planejamento tributário pode significar para sua empresa? ”
  • Perca: se o problema ou erro não afetar a premissa básica de sua apresentação e seu público não estiver ciente, simplesmente esqueça. Se eles perceberem, peça desculpas e siga em frente. Você não precisa chamar atenção para esse momento da apresentação que deu errado.
  • Ria: se não há como esconder o problema (você esqueceu seu arquivo, o slide deu erro ou o microfone parou de funcionar), ria disso. Os clientes em potencial costumam responder positivamente a quem admite ter cometido um erro e segue em frente com bom humor. 

Essas práticas de improvisação podem ajudá-lo a determinar qual ação a ser tomada para colocá-lo de volta nos trilhos.

3- Recrute ajuda

Ninguém espera que você seja uma super pessoa. Não há problema em pedir ajuda quando algo estiver fora de seu controle. Quando o problema estiver relacionado à tecnologia, por exemplo, pergunte ao cliente em potencial se um profissional de TI está disponível para ajudá-lo. Se sim, então você tem duas opções:

  • Atrase o início: se você reconhecer o problema antes de começar, pergunte aos membros ou ao público se eles podem usar 15 minutos para receber ligações ou verificar o e-mail, antes de você começar. Se isso não funcionar, vá para a próxima opção.
  • Continue sem slides: enquanto espera a ajuda chegar, prossiga com sua apresentação como se os computadores ainda não tivessem sido inventados. Afinal, tudo o que consta em seu slide, saiu da sua mente!

Quando a ajuda chegar, deixe a pessoa trabalhar nisso em segundo plano enquanto você continua fazendo a apresentação, até que ela avise que o problema foi resolvido. Mergulhe de forma rápida e profissional sem dar mais atenção ao atraso.

4- Faça uma pausa

Dependendo de onde a gafe ocorreu, dar um tempo ao público pode ser natural. Isso permite que você tenha um espaço para respirar e se concentrar em encontrar uma solução sem uma sala cheia de pessoas olhando para você. 

Defina o intervalo para não mais do que 15 minutos para evitar que as pessoas se envolvam muito em qualquer outra tarefa. Seja muito claro sobre a hora em que você planeja se reunir novamente.

5- Use folhetos ou apostilas

Prepare folhetos com os pontos importantes do seu slide com antecedência. Assim, quando você mencionar um gráfico, diagrama ou qualquer outro arquivo que não consegue mostrar, seu cliente em potencial terá algo para revisar. 

Evite distribuir cópias de toda a sua apresentação; caso contrário, sua audiência estará lendo em vez de se concentrar no que você está dizendo.


6- Envolva-se com o seu público

Quando algo na apresentação deu errado, use esse tempo como uma oportunidade para interagir com seus clientes ou público. Obtenha suas ideias sobre os tópicos cobertos até agora, faça perguntas sobre sua experiência ou inicie uma discussão sobre um ponto importante.

Fazer isso vai ter tempo de planejar como retomar a apresentação e ainda poderá trazer insights valiosos para você enriquecer ainda mais seu discurso.

7- Conte uma história

Contar uma história, especialmente uma história pessoal, é uma ótima maneira de ganhar tempo e estabelecer uma conexão com seu público. Inserir narrativas em sua apresentação só traz benefícios. Histórias prendem muito mais a atenção dos espectadores do que um conteúdo denso e ajuda a evotar aquele silêncio constrangedor. 

Além disso, é muito mais fácil lembrar de todas as informações quando elas estão organizadas de forma cronológica dentro de uma narrativa com início, meio e fim. Dessa forma, ficará muito mais tranquilo de lembrar pontos que poderiam passar batidos, caso fossem apresentados de forma solta.

8- Crie dispositivos de memória

É quase impossível lembrar de tudo, ainda mais durante uma apresentação que deu errado. Por isso, é interessante que você tenha em mente alguns gatilhos mentais que te auxiliarão a lembrar de determinadas informações.

Por exemplo, se durante a apresentação você quer lembrar que existem sete regras do conceito tributário, associe essa informação com outra que já tem fixada em sua mente, como o camisa 7 do seu time ou à quantidade de notas musicais existentes. Dessa forma, ficará muito mais fácil lembrar desse tipo de detalhe.

9- Adicione códigos visuais à apresentação

Assim como você pode associar uma informação a outra já fixada em sua mente, também pode fazer essa associação com imagens, cores ou palavras presentes em seus slides. 

Você pode marcar os pontos importantes do seu slide com cores chamativas ou adicionar uma imagem que faça referência ao que você deseja falar.

Outra ótima dica é organizar sua apresentação em tópicos. Dessa maneira, fica bem mais simples agrupar as informações em sua memória e seguir uma linha de raciocínio que faça sentido. Evitando que você perca o ‘fio da meada”.

Se você se perder no meio do caminho e não souber onde parou ou o que vem a seguir, basta voltar ou avançar um slide para ver quais são os tópicos que já foram abordados e quais virão a seguir.

Apresentações podem dar errado e está tudo bem!

Perceba que apresentações ruins acontecem com qualquer um!

Você pode fazer todo o seu dever de casa, ser claro na sua mensagem, praticar, conhecer o seu material de trás para a frente e, mesmo assim, a apresentação simplesmente errar o alvo. É a famosa lei de Murphy que citei no início.

Mas, saiba que está tudo bem com isso! Problemas acontecem, erros acontecem e nem sempre o que, parece um grande tormento pra você, foi notado ou julgado pelo seu cliente ou público. Além disso, errar te aproxima de quem está te assistindo e as pessoas tendem a ser empáticas em momentos como esse. 

E se até o Steve Jobs tem problemas, quem somos nós pra não ter, não é mesmo?

Aliás, esse é um ótimo vídeo para aprender como contornar uma apresentação que deu errado com uma história pessoal, como citei na dica 7!

Então, não se desespere quando algo der errado, lembre-se que existem 9 formas de consertar esses problemas e seguir sua apresentação com sucesso!