fbpx

“Como ser mais produtivo no home office”, “10 dicas de gestão para enfrentar a crise de COVID-19”, “20 cursos online pra fazer durante o isolamento”… Todas dicas muito legais, mas e o autocuidado na quarentena, ninguém vai falar nada?

Pois é, em meio a crise causada pelo Novo Coronavírus, o que não falta são conteúdos para te ajudar a ser mais produtivo na vida profissional e acadêmica. Até nós aqui do Gestta já publicamos vários posts similares. Entretanto, em um momento sensível como esse, em que todos estão com os nervos à flor da pele, esses temas podem gerar um gatilho de ansiedade ainda maior e soar como cobranças.

Se muito antes do coronavírus desembarcar no Brasil, já éramos considerados pela Organização Mundial da Saúde o país mais ansioso do mundo, imagine agora com as inúmeras preocupações que essa doença vem causando?

Pensando isso, dessa vez eu quero dar uma folguinha pra você relaxar e cuidar de você com 9 dicas de autocuidado durante a Pandemia de Coronavírus, que tal?

Vem comigo saber quais são!

9 Dicas para praticar o autocuidado durante a quarentena

autocuidado excesso de informação

1- Evite o excesso de informação. 

Sabemos que neste momento, com grandes mudanças em nosso governo e economia, é sim muito importante se manter atualizado e bem informado, porém é necessário equilibrar a quantidade de informação que você vem consumindo.  

O excesso de informação e o bombardeio constante de notícias que não muito acolhedoras, gera medo e ansiedade. Por isso não se culpe por se desconectar um pouco.

É preciso tomar cuidado e selecionar a quantidade e a qualidade das notícias que consumimos durante nosso dia, assim como a quantidade de tempo que passamos nas redes sociais, caso contrário, podemos sofrer uma “infoxicação”. 

O termo “infoxicação”. foi criado no final dos anos 90, em 1996, pelo físico Alfons Cornella, para definir esse fenômeno da internet, que possibilita o acesso a uma quantidade de informações maior do que somos capazes de processar.

Então é importante ficar informado e consciente sim, mas saber dosar a quantidade desse consumo é imprescindível. 

autocuidado excesso de informação

2- Distraia-se

Que tal consumir informação de outra maneira? Pode ser que aquela pilha de livros só esteja crescendo e você nem se lembre quando pôde parar para ler algumas páginas. Para quem sempre fala que não sobra tempo para leitura, chegou o momento de retomar ou iniciar esse hábito.  

A leitura estimula seu cérebro e sua criatividade. Quando lemos um livro de ficção, por exemplo, a capacidade de imaginar o cenário em que a ação se desenvolve, além da aparência dos personagens, nos leva a criar um outro mundo dentro de nossas cabeças, o que torna essa uma das melhores práticas para se desconectar.

Outra opção são os filmes. Tenho certeza que você tem um monte de títulos salvos lá na sua lista da Netflix sem nunca ter dado play, não é mesmo? Isso sem falar das indicações dos amigos. 

Que tal usar esse momento pra tirar o atraso e zerar essa lista? Você pode fazer uma sessão “Clássicos do cinema”, por exemplo e melhorar seu repertório pra depois bater aquele papo com seus amigos cinéfilos.

Além disso também temos as séries! Nada como rever aquela série que você adora para relaxar um pouco ou mesmo pegar uma nova para maratonar enquanto comenta com os amigos pelo WhatsApp, hein?

Por fim, sendo você um gamer um gamer ou não, também existem várias opções de jogos que você pode explorar outros universos, conhecer outras pessoas e trabalhar em equipe rumo a um mesmo objetivo… Enfim, uma opção super divertida de distrair um pouco sua mente ansiosa.

Só cuidado pra não exagerar! Seja lá qual forma você escolher pra se distrair, é legal sempre intercalar com outras atividades.

autocuidado exercício em casa

3- Exercite-se

“Corpo são, mente sã”. A frase do filósofo romano Juvenal faz ainda mais sentido no isolamento. 

Praticar qualquer que seja a atividade física faz com que o nosso corpo libere endorfinas, hormônio responsável pelo nosso bem estar, humor, concentração e autoconfiança, o que ajuda e muito nossa rotina de autocuidado

Em nossos dias normais, conseguimos gastar energia caminhando até o escritório, descendo e subindo escadas ou, até mesmo, em nossas idas a academia. Já  dentro de casa, não temos tantas oportunidades de nos movimentar,  o que nos causa um acúmulo de energia que pode trazer consequências negativas para nossa rotina, como o estresse, ansiedade e insônia. 

Então que tal praticar atividades em casa? O Youtube possui inúmeros canais voltados a atividades físicas como Ioga, aerofit e até exercícios mais pesados como cardio e musculação.  

Pesquise e entenda melhor qual funciona para você e não se esqueça de respeitar sempre

seu corpo e suas limitações.  

autocuidado medite

4- Medite! 

Meditação é uma forma incrível para se desfazer de sentimentos que geram desconforto, além de ser o momento de conectar-se com você mesmo e, literalmente, pausar tudo o que acontece a sua volta. 

Caso você nunca tenha praticado, as meditações guiadas são uma ótima maneira de começar, pois basta concentrar-se no que está sendo orientado pelo seu guia.

Existem bons aplicativas gratuitos como o Sattva, Insight Timer e Medite.se que te ajudam a começar esse processo.

A meditação irá ajudar a diminuir os níveis de ansiedade e estresse e beneficiar seu sistema imunológico. Isso porque a prática de meditar intensifica a liberação da enzima Telomerase, que aumenta as nossas defesas,ajuda  a retardar o envelhecimento, equilibra o âmbito emocional e afasta doenças como insônia e depressão.

Sabemos o quão difícil é parar e desligar nossa mente, mas tentar é um ótimo começo! 

autocuidado libere seus sentimentos

5- Libere seus sentimentos 

O autocuidado é olhar para si e entender o que seu corpo e suas emoções estão dizendo e escrever é uma ótima ferramenta para nos ajudar a clarear nossos sentimentos. 

Tente colocar no papel como foi o seu dia, sua semana ou até mesmo escrever sobre o momento que você está vivendo, ou que gostaria de viver. 

Uma vantagem em escrever sobre emoções é aprender a lidar com raiz do seus estresse e  ansiedade. Ao contrário de várias outras estratégias de melhoria e autocuidado, essa tarefa não precisa de treino, basta dar uma pausa no seu dia e liberar suas emoções.

Essa reflexão ajudará a colocar em ordem seus pensamentos e sentimentos e assim encontrar maneiras para lidar com eles. 

6- Cuide do seu sono!  

Segundo pesquisa feita pela Associação Brasileira do Sono (ABS) a insônia já atingia 73 milhões de pessoas, isso muito antes da pandemia do coronavírus. Agora com tantas preocupações e medos, imagine como está a qualidade do nosso sono? 

Detectamos a insônia quando custamos a pegar no sono ao deitar, quando nos sentimentos ansiosos pelo simples fato de nos desligar e isso é consequência direta do estresse e das preocupações que rodeiam o nosso dia.

Por isso é importante ficarmos atentos aos nossos hábitos antes de dormir. Estabelecer uma rotina e uma boa higiene do sono podem ajudar a combater não só a insônia, mas melhorar nosso rendimento durante o dia e manter nosso corpo e mente alinhados. 

Tente evitar antes de dormir:

  • Café,refrigerante tipo cola e guaraná pelo menos 4 horas antes de se deitar; 
  • Fumar pelo menos nas 6 horas que antecedem o horário de dormir; 
  • Refeições pesadas antes de se deitar; 
  • Excesso de informações

Evitar esses tipos de atitude antes de dormir pode melhor e muito a qualidade do seu sono, então fique atendo aos seus hábitos.  

7- Alimente-se bem 

Falei de alimentação no tópico anterior, mas isso não interfere só no nosso sono, mas também no nosso humor.

Alguns alimentos como: 

  • Café 
  • Massas 
  • Álcool 
  • Açúcar 

Causam sentimentos como ansiedade e estresse. Esses alimentos não são culpados sozinhos mas, certamente afetam a gravidade e a frequência desses sintomas. 

Então procure evitá-los e comece a dar preferência a uma alimentação mais balanceada com frutas, ovos, peixe e alimentos com vitamina B como, alface, abacate, amendoim, cereais e aveia. Essa opções auxiliam na produção de energia no organismo e melhoram o funcionamento do sistema nervoso, o que ajuda o nosso corpo a relaxar.

E por que não trocar o café pelo chá

Os chás possuem inúmeros benefícios para a nossa saúde: 

  • Melhoram os níveis de concentração e energia; 
  • Previnem e tratam a aterosclerose; 
  • Previnem a Diabetes; 
  • Diminuem o risco de doenças vasculares. 

O chá branco por exemplo, tem ação antigripal, anti-inflamatória e ativa o sistema imunológico, além de ser muito gostoso! 

Então tente trocar aquele copo de café logo pela manhã, por uma xícara de chá e mantenha sua imunidade em alta.

8- Utilize a tecnologia para minimizar o sentimento de isolamento 

Distanciar-se de quem gosta e ama num momento de extrema pressão pode ser frustrante, mas a tecnologia é capaz de nos ajudar a minimizar esse sofrimento. 

Então durante este período, estreite os laços com pessoas queridas para você 

Essa interação com amigos e familiares, utilizando a tecnologia é importante e necessária para minimizar a nossa sensação de isolamento.

Muitas pessoas, depois de passar algum tempo isoladas, podem criar a tendência de querer se isolar mais ainda, não caia nessa armadilha!

Essa quarentena aflorou em nós muitos sentimentos, portanto, é importante se manter de alguma forma conectado às pessoas que você ama e praticar o autocuidado junto a elas. 

9- Se precisar, procure ajuda 

Todas as dicas que dei até são muito legais, porém, se você sentir que ainda está muito angustiado com tudo isso, não hesite em procurar um profissional para te ajudar a lidar melhor com esse momento. 

Muitos psicólogos já estão migrando seus atendimentos para o online como medida recomendada para evitar o contágio de coronavírus, alguns até mesmo colocaram-se à disposição de forma gratuita em prol do autocuidado e saúde mental durante o isolamento.

A Bem.Care disponibilizou atendimento psicologico até dia 30/09 de forma gratuita, assim como o Fábrica de Relacionamentos, que liberou sua plataforma para que psicólogos voluntários façam seus atendimentos de forma gratuita também.  

Um profissional especializado pode ser essencial para te ajudar a lidar com seus sentimentos e emoções, portanto, deixe os tabus de lado e não tenha medo ou vergonha de procurar um psicólogo ao menor sinal de problemas. 

Então é isso 

Espero que essa lista de autocuidados na quarentena possa melhorar seus dias de isolamento e te ajudar a manter a saúde mental! 

E lembre-se, não quero que essas dicas se tornem mais uma cobrança na sua rotina, nem algo que te cause mais estresse ou ansiedade. Vá tentando encaixá-las no seu dia a dia conforme você se sentir confortável. Procure escutar mais seu corpo, sua mente e focar em práticas que são boas para você, combinado? 

Então continue se cuidando e se você tiver uma prática de autocuidado que possa compartilhar conosco, deixe nos comentários para que mais pessoas possam se inspirar!