Como fazer meu site aparecer no Google

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Há alguns dias atrás postamos aqui no blog algumas dicas sobre como criar e otimizar o seu site de contabilidade, então continuando nessa linha de transformação digital, hoje vamos te ajudar a responder a pergunta: “como fazer meu site aparecer no Google”

Como empreendedor, você também já deve ter pesquisado sobre como aparecer no Google com a sua empresa. E você está certo em querer saber mais sobre isso, afinal essa é uma das principais e mais eficientes estratégias de marketing digital para fazer com que potenciais clientes encontrem seu negócio.  

Mais de 3,3 bilhões de buscas são feitas todos os dias, quase 100 bilhões por mês, várias delas com usuários procurando por algo que você tem a oferecer. 

Trata-se de uma grande oportunidade para fazer negócios e estima-se que 90% dos processos de compra de serviços começam ou passam por uma busca online. Ou seja, é um fator que influencia – e muito – em seus resultados. 

Mas para fazer do Google um grande parceiro, seu site tem que estar bem ranqueado, e hoje iremos te mostrar como fazer isso! 

Apesar do gigante das buscas não revelar oficialmente como funciona o posicionamento orgânico dos sites em sua plataforma, especialistas já conseguiram, por meio de muito estudo e observação, descobrir alguns “macetes”  que  podem te ajudar a ter um melhor posicionamento neste ranking. E são essas técnicas que vamos compartilhar com você hoje!

Vamos lá? 

Como fazer meu site aparecer no Google

Na correria do dia a dia, quando surge uma dúvida aleatória, ou quando precisamos encontrar uma empresa que resolva algum problema, dificilmente verificamos a segunda página de resultados do Google.

Inclusive, uma pesquisa feita pela empresa Backlinko, mostrou que apenas 0,78% dos usuários clicam na segunda página do Google, enquanto isso, cerca de 75,1% clicam nos três primeiros resultados. Ou seja, quando seu site aparece no Google, mais especificamente na primeira página as chances de um cliente em potencial te encontrar aumentam muito. 

Os resultados da primeira página não estão lá à toa: são conteúdos identificados pelo Google como sendo de qualidade.

Entretanto, para que o buscador seja capaz de encontrar o seu site em meio ao emaranhado de conteúdos que existem no mundo da internet, é preciso que eles estejam otimizados para mecanismos de busca. É aqui que entra a estratégia de SEO. 

Mas o que é SEO 

SEO (search engine optimization, ou, em português, otimização para mecanismos de busca) é um conjunto de técnicas que otimizam e ajudam seu site a aparecer no Google. 

Essa otimização pode ser feita de diferentes formas. Pode ser dentro do próprio texto, nas configurações do seu site e até na maneira como as imagens são inseridas e nomeadas em seus conteúdos. 

Quanto mais otimizado é um site, mais chances ele tem de aparecer na primeira página dos resultados de pesquisas. Portanto, é exatamente isso que pode te ajudar a ganhar tráfego, vender mais e ser uma referência na rede. 

As práticas de SEO podem ser divididas em: 

  • SEO On-Page: São aquelas aplicadas DENTRO das páginas do meu site. Podem ser nos conteúdos que são publicados nas páginas de destaque (como landing pages, por exemplo), no tempo de carregamento do site e também na otimização do código da linguagem em que ele é executado. 
  • SEO Off-Page: São aquelas aplicadas por FORA das páginas de um site. Tratam-se basicamente os links que usamos para referenciar outros sites e os links de outros sites usam para referenciar o  meu (backlinks). 

Mas o que exatamente você precisa fazer de SEO para que seu site apareça em primeiro no Google?  As dicas abaixo podem te ajudar com isso! 

1- Encontre boas palavras-chave 

A palavra-chave é o conjunto de termos utilizados por um usuário para realizar uma pesquisa no Google. Por exemplo: Se você chegou a este artigo, utilizando o Google, provavelmente você digitou algo próximo ou igual a frase: “Como fazer meu site aparecer no Google”, certo? Portanto essa foi a palavra-chave utilizada por você para encontrar a resposta que procurava e usada por mim para compor este artigo. 

Apesar do nome, a palavra-chave não precisa ser composta por uma palavra apenas, é o caso do nosso exemplo. Por isso existem as palavras chave cauda curta, conhecidas como short tail ou head tail e palavras cauda longa, long tail. A diferença entre elas não está só no tamanho, mas na forma de abrangência de cada uma. Por exemplo, uma palavra como “contabilidade” é uma short tail. Ela é mais genérica e  pode ter um resultado enorme de buscas. Já uma palavra-chave como “escritório de contabilidade especializado em IR” é uma long tail, ela é mais específica e por isso terão menos conteúdos na internet, abordando especialmente isso.  

Você pode achar que usar uma palavra mais longa e específica pode afastar quem pesquisa apenas por contabilidade, mas não é bem assim. Pense que nem sempre vale a pena se posicionar para um público genérico. Muitas vezes focar em uma dor específica do seu público, pode te ajudar a atrair visitantes mais qualificados e com mais perfil para a solução que seu escritório entrega.  

Isso não garante só seu tráfego, mas também sua taxa de conversão, já que a pessoa que encontrar seu site, vai de fato estar buscando pela palavra-chave da qual você fala e seu site vai ser realmente relevante para a pesquisa dela. 

Toda busca se origina de uma palavra-chave e é importante que as páginas do seu site sejam criadas pensando nessas palavras, afinal, para aparecer nos resultados das buscas, você precisa pensar nos termos que que seus possíveis futuros clientes pesquisam. 

Por isso, É importante saber quais são as palavras-chave buscadas pelo público que o seu site pretende atingir e, com base nisso, criar posts e páginas voltados a aparecer nessas pesquisas, além de otimizar seu site como um todo para que o Google entenda que ele contempla tal assunto. 

2- Crie conteúdo relevante 

Um bom conteúdo é uma das partes mais importantes do SEO, pois essa técnica ajuda seu site a aparecer no Google de forma orgânica. 

Orgânicos são todos os meios que não necessitam de investimento financeiro para serem aplicados, ou seja, um custo benefício que ajuda muito a ranquear um site. 

Para isso, foque em textos de qualidade, que realmente tenham relevância sobre o assunto escolhido, com boas inserções de palavra-chave, completos e explicativos. 

Um conteúdo de qualidade criado especificamente para o usuário que você pretende alcançar, aumenta o tráfego do site e, consequentemente, melhora a sua autoridade e relevância na Web. 

Lembre-se de utilizar as palavras-chave de forma estratégica e natural ao longo do seu conteúdo, não ficar repetindo-as a esmo. Se você fizer isso, pode ter o efeito contrário: ser penalizado pelo Google e cair de posição.

Isso porque o buscador é inteligente, ele sabe quando você realmente está abordando um assunto, ou quando está só colocando a mesma palavra várias vezes na tentativa de ranquear. 

Não esqueça também de usar negrito, itálico, tags de cabeçalho e outras tags de ênfase para destacar essas palavras-chave – mas não exagere.

Lembre-se de nunca sacrificar o seu estilo ou uma boa escrita para o SEO, as melhores páginas são escritas para o usuário.

Além do texto, imagens e vídeos também enriquecem sua página e ajudam o site a ter maior credibilidade. Isso porque, para o usuário, as imagens e vídeos auxiliam na redução da densidade do conteúdo apresentado. 

É importante manter também os conteúdos atualizados para dar relevância e credibilidade ao que foi publicado. 

3- Crie bom títulos com a sua palavra-chave 

Hierarquizar significa delimitar a importância de alguma coisa em relação a outra, sendo que a mais importante delas aparece antes das demais e recebe um destaque maior.

É basicamente isso o que você precisa fazer com o título dos seus conteúdos. 

Além de tornar a leitura do usuário mais fácil e objetiva, essa técnica de SEO faz com que o Google encontre seu conteúdo pela organização do seu texto. Assim, ele vai recomendar a sua página como a que melhor representa a solução para a palavra-chave pesquisada pelo usuário. 

Inicialmente, o que você deve fazer é definir uma estrutura de tópicos com as informações que você quer abordar no conteúdo. E, a partir daí, hierarquizá-los em cabeçalhos (headings) com títulos e subtítulos de acordo com a importância que quer dar a eles. É como se fosse um esqueleto do mais importante para o menos. 

A estrutura de hierarquia em conteúdos publicados na internet é: 

  • H1 (Heading 1). É o título da página. Tem a prioridade mais alta e é aqui que você deve caprichar para capturar a atenção do usuário;
  • H2 (Heading 2). São os subtítulos que você cria para dividir o tema do seu conteúdo em tópicos;
  • H3 (Heading 3). São os subtítulos do H2. Devem ser usados para adicionar informações extras tópicos que você for definir;
  • H4 (Heading 4), H5 (Heading 5)…. Funcionam como o H3. Delimitam ainda mais as informações complementares de um conteúdo;

Assim,a sequência desta tarefa é saber exatamente onde posicionar a palavra-chave que você escolheu em cada um desses títulos. É assim que você vai informar aos rastreadores do Google o quão bem otimizada é a sua página.  

Resumidamente, você precisa colocar as palavras-chave da maneira mais natural possível em seu: 

  • Título (H1). É o título principal da página ou do seu conteúdo;
  • Subtítulo (H2). É o subtítulo de algum subtópico que você quer escrever no seu conteúdo;
  • Ao longo do conteúdo. Distribua as palavra-chaves escolhidas pelo seu conteúdo.  

Vamos pensar por exemplo. Suponhamos que seu escritório ofereça um serviço de BPO Financeiro e você queria fazer um artigo sobre ele. A hierarquia do seu conteúdo poderia ser a seguinte:

  • H1 – As vantagens de contratar um BPO Financeiro
  • H2 – O que é BPO Financeiro
  • H2 – Quais os benefícios do BPO financeiro para a sua empresa?
  • H3 – Aumento de produtividade
  • H3 – Redução de custos
  • H3 –  Melhor estruturação financeira do negócio
  • H2 – Como escolher o melhor prestador de BPO Financeiro?

4- Otimize suas imagens 

Como falei, é importante utilizar imagens em seu site e em seus conteúdos, mas é preciso que elas estejam otimizadas, assim o Google irá rastreá-las de forma mais fácil. 

Os motores de busca ainda não conseguem entender exatamente o que uma foto mostra. Por isso, você precisar usar uma boa descrição para fazer com que eles saibam qual o conteúdo destas imagens. 

  • No nome do arquivo da imagem. É a forma como vai chamar a imagem. Além de remeter ao conteúdo que está criando, considere incluir algo que também está contextualizado com a página que inseriu tal imagem. 
  • Na configuração do texto alternativo. Também conhecido como ALT Text, é como se fosse uma legenda para a foto. Independente do nome que der ao arquivo da imagem, a legenda garante que os buscadores encontrem a imagem pela descrição dela e pela aproximação com o conteúdo em que ela está inserida. Por isso, é indicado que utilizar aqui a palavra chave. 

5- Tenha links internos e externos no site 

Uma outra ótima estratégia de SEO é ter links internos e externos no site e nos conteúdos. Esse é um dos principais fatores “off page”, que mencionei lá no início deste conteúdo. 

Essa estratégia serve como uma espécie de nutrição e fortalecimento de boas práticas de SEO dentro do domínio. Portanto, é algo que ajuda e muito meu site aparecer no Google.

Basicamente, essas linkagens informam aos buscadores quais páginas devem ter um melhor ranqueamento, funcionando como uma indicação.

Quanto mais pessoas indicam um conteúdo, maior a sua credibilidade. Ou seja, ganha-se autoridade e relevância organicamente, fazendo com que as páginas sejam ainda mais amigáveis e úteis aos usuários, visitantes e clientes. 

Link Interno

Linka conteúdos e páginas entre si dentro de um mesmo domínio. Ou seja, isso acontece quando uma postagem do meu blog é linkada em uma outra postagem também do meu blog. Asssim como fiz , quando linkei um artigo aqui do blog do Gestta sobre BPO Financeiro, era isso que eu estava fazendo.

Link Externo

Linka domínios externos nas páginas e conteúdo do meu site. Na maioria das vezes, são páginas e sites consolidados com informações relevantes que ajudam a corroborar o que estou publicando naquele momento. Pode ser um relatório com dados atualizados, alguma notícia impactante ou até mesmo algum artigo da Wikipédia. Lá no começo desse conteúdo, onde linkei uma pesquisa da Backlinko, eu estava fazendo justamente essa linkagem externa.

E aí, claro, também vai te ajudar se outros sites linkarem para você. Para conseguir que outros sites linkem para o seu, você pode fechar parcerias e criar conteúdos que linkem para ele também. Essa técnica de troca de links é chamada de Link Building

Mas atenção, só será favorável para o seu site, links que vierem de outros sites que também tenham credibilidade. Se um site grande e confiável linka para o seu, isso vai ajudar no ranqueamento do seu site. Já se um site pequeno e duvidoso ou cheio de propaganda ou spam, por exemplo, linkar para você, isso pode mais te atrapalhar do que ajudar. O mesmo vale pros sites que você escolhe linkar.

Na prática, funciona como indicações na vida real. Se uma pessoa de boa índole e que você confia, lhe indica um produto ou serviço, você acreditará nela, certo? Já se a indicação vier de uma pessoa que você não conhece ou da qual já ouviu falarem mal, aí você ficará com o pé atrás. Nas estratégias de link building é igual. 

Então, se for procurar parceiros para essa técnica, escolha direitinho.

6- Crie boas URL’s 

A URL pode interferir no posicionamento do meu site, se ela for totalmente desconexa e diferente do assunto discorrido neste link dificilmente meu site aparecerá no Google. Por isso, ter uma boa url pode garantir uma melhor colocação neste ranking. 

Então, aplique a palavra-chave, ou adicione alguma parte importante do conteúdo que possa passar o recado que você deseja. Isso ajuda o Google a entender que o conteúdo tem a ver com a URL. 

Além da URL, a meta description também pode ser determinante na decisão do usuário de abrir ou não um site. Isso porque, aquele resumo de 150 caracteres que vai logo abaixo do título, vai ser a primeira carta de apresentação do assunto. 

É preciso criar, em algumas linhas, algo que possa dizer ao usuário o porquê aquele conteúdo importa, então dedique um tempo para criar essa informação e lembre-se de mencionar a palavra-chave. Ferramentas como o YoastSEO, podem ajudar com isso. 

Como encontrar a palavra-chave certa para o meu site aparecer no Google

Falamos muito sobre como as palavras-chave são importante para o meu site aparecer no Google. Mas como descobrir quais são as palavras-chave buscadas pelo público que desejo atingir? 

Algumas ferramentas auxiliam nessa busca, por exemplo:

Google Trends 

O Google Trends é uma ferramenta gratuita do próprio Google, que ajuda a descobrir quais são os termos procurados atualmente. Com ela é possível saber o que está em alta no dia, na semana ou no mês, além disso é possível filtrar esses dados por país ou estado. Essa ferramenta também ajuda a encontrar ideias de palavras-chaves para o conteúdo do seu site. 

Google Keyword Planner 

O Google Keyword Planner é mais uma ferramenta super útil te que ajuda a obter informações sobre palavras-chave. Além disso, ela é gratuita para quem utiliza o Google Ads. 

Ela permite conhecer o número de pesquisa de uma palavra-chave, obter idéias de palavras-chave e fazer uma pesquisa mais segmentada utilizando a localização geográfica que desejar. Também é possível informar uma palavra-chave relevante e obter dezenas de sugestões de outras palavras-chave que são pesquisadas dentro do nicho. 

Outra coisa legal é que o Keyword Planner também mostra o nível de dificuldade que você terá para ranquear determinada palavra-chave. Ele chega nesse número com base na quantidade de outros conteúdos concorrentes que já estão na internet tentando ranquear a mesma palavra.

SEMrush 

O SEMrush é uma ferramenta de marketing digital, com versões pagas e gratuitas, que por exemplo:

  • Pesquisar palavras-chaves em função do volume de buscas, tendências, custo por clique, dificuldade de ranqueamento e outras métricas; 
  • Delimitar tópicos, assuntos e temas de acordo com as suas pesquisas; 
  • Analisar informações dos concorrentes; 
  • Conhecer o estilo de otimização de páginas na internet; 
  • Fazer uma estimativa do tráfego do site. 

Assim, ele fornece vários dados extremamente relevantes e é considerado uma das melhores ferramentas para análise para SEO. 

Bons anúncios também podem ajudar a colocar meu site no Google 

Não é só de boas práticas de SEO que é feita a primeira página, bons anúncios também podem trazer resultados e colocar meu site em primeiro no Google.

Você provavelmente já pesquisou algo no Google e notou que os primeiros resultados tinham o selo de anúncio, certo? Esses sites utilizam uma ferramenta chamada Google Ads para isso. 

A taxa de cliques nesses anúncios podem ser muito boas, principalmente quando somado às técnicas de SEO. O que possibilita ao meu site aparecer em primeiro no Google através de anúncios e resultados orgânicos. 

O Google Ads é a maior ferramenta quando se fala de anúncios, então se você está começando a transformação do seu escritório e deseja apostar nesta estratégia, sem dúvida é uma boa. Além disso, no Google Ads é possível criar anúncios com investimentos baixíssimos, ou seja, um ótimo custo benefício. 

Há 5 tipos de anúncios possíveis de criar no Google Ads. 

Vamos falar um pouco dos 3 tipos que podem melhor se adequar ao seu serviço, por exemplo: 


Rede de Pesquisa 

Usando os anúncios na rede de pesquisa, o Google exibe o anúncio da sua empresa nos resultados de busca para o usuário, de acordo com a palavra-chave digitada. 

Rede de Display 

Essa opção permite vincular anúncios em outros sites e blogs que sejam interessantes para o seu o público alvo. 

Vídeo 

O vídeo é o formato de conteúdo que mais gera engajamento na web. É uma forma simples e prática para o usuário consumir um conteúdo. Criando um anúncio de vídeo, é possível exibi-lo no Youtube Ads ou em sites parceiros do Google que permitem anúncios em vídeo. 

Então é isso! 

Pra você que estava se perguntando: “como fazer meu site aparecer no Google?”, eu espero que essas dicas tenham sido úteis. 

Vale lembrar que chegar na primeira página do Google requer paciência e muita dedicação. É um processo de construção de autoridade do seu site, no qual o Google reconhece que seu conteúdo é de qualidade e que você possui propriedade para falar sobre determinados assuntos. 

Por isso é muito importante que seu site seja atualizado com frequência, isso mostra ao Google que ele não está abandonado, que o seu conteúdo está em constante atualização e que ele merece aparecer na primeira página

6 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *