Contabilidade para MEI – Tudo que você precisa saber para oferecer esse serviço em seu escritório

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Você sabia que, de 3.359.750 empresas abertas no ano de 2020, 2.663.309 eram MEIs? Pois é, essa tributação vem crescendo a passos largos no Brasil e a tendência é que esse número aumente ainda mais nos próximos anos, o que abre uma oportunidade para que o contador possa atuar na contabilidade para MEI

No entanto, ainda existe um certo tabu em relação a atuação do contador nesse mercado. Será que o MEI realmente precisa de um contador? Como a contabilidade pode atuar e ajudar os empresários que optam por esse tipo de tributação? Se você, como centenas de outros contadores, também possui dúvidas como essas, este artigo poderá ajudá-lo. 

Confira a seguir as possíveis atuações do contador para os microempresários individuais e aprenda como funciona uma contabilidade para MEI.

O que é MEI

Antes de começarmos, vamos entender juntos o que é um MEI, para que não reste dúvidas sobre esse tipo de tributação e para que possamos seguir juntos na mesma página. 

MEI é a sigla para Microempreendedor Individual e trata-se de um modelo empresarial instituído pela Lei Complementar nº128, de 19 de dezembro de 2008, com o propósito de facilitar a formalização de empreendedores que, até então, trabalhavam de maneira autônoma. O profissional que decide se formalizar como MEI passa a ter um CNPJ próprio, a possibilidade de emitir notas fiscais , acesso aos benefícios da Previdência Social e o recolhimento dos impostos facilitado, realizado em uma única guia chamada DAS MEI

Os principais requisitos para abertura de um MEI estão relacionados ao limite de faturamento anual, à quantidade de colaboradores e a qual atividade econômica será exercida. No que se refere ao limite de faturamento MEI, atualmente, o valor é de, no máximo, R$81 mil reais ao ano. Com relação à quantidade de colaboradores, um empreendedor MEI pode contratar apenas um e esse deve ser pago, no mínimo, um salário mínimo nacional ou o piso determinado pela categoria. Quanto às atividades econômicas, não pode ser MEI quem exerce atividades intelectuais, como médicos, engenheiros, dentistas, advogados, psicólogos, nutricionistas, fisioterapeutas, entre outros.

Além desses pontos o MEI não pode ter:

  • Sócios no negócio que está sendo aberto;
  • Outra empresa aberta em seu nome;
  • Participar de outro negócio, seja como sócio, seja como administrador.

Além dessas  exigências, a fiscalização do Governo é intensa em torno dessa tributação, o que traz ao empreendedor a necessidade de procurar uma contabilidade para MEI para assessorá-lo nessa abertura e garantir que ele siga todas as regras impostas. 

 

MEI precisa de contador?

Segundo o Portal do Empreendedor, o MEI não está obrigado a contratar um contador. No entanto, essa orientação só é válida para as atividades mais simples desse microempreendedor, como o pagamento mensal do DAS MEI (Documento de Arrecadação do Simples Nacional), por exemplo. Dessa forma, se o MEI quiser evoluir seu negócio e fazer a gestão da sua empresa de forma mais profissional, o apoio do contador se torna indispensável.

Muitas vezes, os processos financeiros e contábeis são novidades para esse empresário recém-formalizado. Neste contexto, é comum, por exemplo, que esses MEIs acabem pagando o percentual máximo no imposto de renda ou errem no preenchimento e envio das declarações. Além disso, há tarefas mais complexas como a contratação de um colaborador e a obtenção de crédito, que demandam uma assessoria profissional da contabilidade para MEI. 

Nesse caso, o contador torna-se um parceiro importante para auxiliá-lo na gestão administrativa e contábil do seu novo negócio. Ademais, o contador é o profissional que desempenha a função de suporte na tomada de decisões. Ou seja, para esse empreendedor que está começando a regularizar sua empresa, esse amparo é fundamental para que o profissional não coloque em risco o seu negócio e possa crescer de maneira escalável. 

Portanto, respondendo a pergunta desse tópico, mesmo que o portal do MEI não caracterize como obrigatório o auxílio da contabilidade para MEI, o apoio e orientação de um profissional contábil seria um diferencial e tanto para esse empreendedor

Quais serviços a contabilidade para MEI pode oferecer?

Para aproveitar as oportunidades da contabilidade para MEI, é importante que você conheça quais serviços são relevantes para essa categoria. 

Veja como você pode atender às necessidades desse cliente.

Abertura do MEI

Legalmente, os escritórios de contabilidade optantes pelo Simples eram obrigados a realizar a abertura de um MEI e entregar sua primeira declaração DASN-SIMEI sem nenhuma cobrança. Hoje, porém, o contador não é mais obrigado a realizar essa tarefa de forma gratuita. Assim, o primeiro serviço que você pode oferecer como contabilidade para MEI é abertura dessa empresa de maneira correta e formal. 

No entanto, talvez ainda seja interessante abrir o MEI sem cobrança. Afinal, esse pode ser o seu primeiro passo para reter esse cliente. Além disso, o processo é extremamente simples e pode ser realizado de maneira online, pelo Portal do Empreendedor.

Dessa forma, você pode oferecer o auxílio para abertura e aproveitar a chance para mostrar o valor e a importância da contabilidade para MEI

Preenchimento do Relatório Mensal das Receitas Brutas

Toda empresa que opta por essa tributação deve preencher, mensalmente, o relatório de Receitas Brutas para o controle do seu faturamento.

Esse processo é importante para manter a organização mês a mês, e também exige que o empreendedor anexe ao documento suas notas fiscais emitidas. 

Por isso, oferecer ao empresário a facilidade de realizar essa declaração para ele, pode livrá-lo de mais uma preocupação como recém formalizado, tendo em vista que trabalha e gerencia o seu negócio sozinho. 

Envio da Declaração Anual Simplificada

Outro trâmite obrigatório para o MEI é o envio da Declaração Anual Simplificada do seu faturamento, conhecida como DASN-SIMEI. É através desse documento que todos os relatórios gerados por esse empreendedor são reunidos para chegar ao seu faturamento total.

Por lei, esse total não pode ultrapassar o limite de R$ 81 mil reais, que caracteriza a formalização como MEI, como citei anteriormente, o que faz a contabilidade para MEI ser mais uma vez necessária. Afinal, com o seu apoio e controle, o cliente MEI não corre o risco de ultrapassar esse valor, perder o prazo ou errar na transmissão da declaração, o que poderia gerar multas altíssimas a ele, algo que não é interessante para nenhum empresário, principalmente um que está iniciando a formalização do seu negócio. 

Otimização tributária

Apesar de ter seus impostos unificados pelo DAS, o MEI corre o risco de pagar o maior percentual do imposto de renda, já que boa parte do seu lucro obtido é direcionado para pessoa física.

Neste contexto, o serviço de otimização tributária que você pode oferecer como contabilidade para MEI pode ajudar esse microempreendedor a economizar com impostos. 

Afinal, sem o auxílio do contador, dificilmente o MEI saberia gerenciar suas obrigações fiscais com qualidade. 

Apoio na contratação de um colaborador

Esse é um dos serviços mais importantes que a contabilidade para MEI pode oferecer, pois a contratação de colaboradores por esse empreendedor gera muitas dúvidas. 

Segundo a lei, o MEI só pode contratar um colaborador, com remuneração de um salário mínimo ou de acordo com o piso salarial da categoria.

No Portal do Empreendedor, é indicado que o empresário procure o auxílio profissional de um contador para obter mais informações, pois o processo é o mesmo da contratação em empresas optantes por outras tributações. 

Ou seja, mesmo sendo MEI, esse profissional precisa recolher a guia do FGTS, administrar a folha de pagamento desse colaborador e seguir todas as normas trabalhistas de acordo com a CLT e isso pode ser um desafio e tanto para um empreendedor iniciante. 

Logo, essa é a oportunidade perfeita para você oferecer uma consultoria completa e ajudar o MEI a ter sua primeira experiência como contratante. 

Migração para ME

Conforme o empreendedor MEI prospera, a tendência é que ele ultrapasse o teto de R$ 81 mil de faturamento anual, o que o leva a partir para um novo enquadramento jurídico, como ME (Microempresa) ou EPP (Empresa de Pequeno Porte), que exigem o desenquadramento do Simples Nacional. 

Com isso, a contabilidade passa a ser obrigatória para esse profissional e você poderá oferecer um pacote de serviços mais completo para esse cliente.

Essa é a principal vantagem de atender o MEI: seu potencial de crescimento para se tornar um cliente cada vez mais valioso para a empresa é grande e, como o seu escritório foi o seu primeiro suporte, será valioso para ele manter o seu auxílio conforme cresce. 

Como oferecer a contabilidade para MEI

Por não ser um serviço obrigatório, para oferecer a contabilidade para MEI você precisará mostrar todo o valor e utilidade dos seus serviços para esse profissional. 

Veja como fazer isso:

1- Faça a captação para abertura

A abertura do MEI de forma gratuita é a melhor forma de captar clientes com esse tipo de tributação. Pois, o empreendedor já começa seu negócio com seu apoio e orientação. 

Dessa forma, com a contabilidade para MEI, você estará olhando para o futuro do seu escritório investindo em clientes que podem se tornar grandes,  além de contribuir com seu desenvolvimento. 

2- Seja transparente

É importante deixar claro para o cliente que a contabilidade para MEI não é algo obrigatório, mas que, para manter o empreendimento dele funcionando de forma legal e saudável, os seus serviços são fundamentais.  

Assim, o cliente reconhece a sua honestidade, entende que você está oferecendo um diferencial competitivo e constrói um vínculo de confiança com a sua empresa. 

3- Pratique preços compatíveis

Obviamente, esse empresário não tem um grande faturamento e não pode arcar com valores altos para a contabilidade para MEI.

Por isso, é importante que você pratique preços compatíveis com a realidade desse empresário recém formalizado, pensando na simplicidade dos serviços que você poderá oferecer. 

4- Ofereça um planejamento financeiro

Para provar o valor da contabilidade para MEI, você pode apresentar um planejamento financeiro personalizado para seu cliente.

Pode ser um plano básico, com relatórios sobre a situação financeira da empresa ou uma assessoria estratégica mais ampla, que ofereça um diagnóstico atual e uma visão de longo prazo para o crescimento do negócio. 

Assim, o MEI vai se surpreender com as possibilidades do futuro e confiar em você para ajudá-lo e guiá-lo nessa jornada.

Agora é com você!

Como vimos, a contabilidade para MEI pode não ser uma obrigatoriedade, mas é extremamente importante para o empresário que deseja crescer e prosperar com o seu negócio. Por isso, mais uma vez, os seus serviços como contador, serão fundamentais para guiá-lo nessa jornada.

Portanto, coloque as dicas e serviços que mencionei neste artigo em prática e adicione a contabilidade para MEI em seu portfólio!  

Até o próximo conteúdo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *