Em 2018 o Brasil voltará a crescer. Seu escritório contábil está preparado para isso?

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Esse título parece tendencioso, não é? Considerando a situação atual do país e o histórico dos últimos meses, ouvir que o Brasil voltará a crescer é uma das melhores notícias que podemos ouvir.

Muitas empresas não resistiram à crise, muitos escritórios contábeis reduziram pela metade seu número de clientes e colaboradores, os que continuam erguidos e conseguiram passar pela crise anseiam por boas notícias.

Mas segundo pesquisas, é um fato, o Brasil voltará a crescer! A pergunta é: e o seu escritório contábil? Está pronto para isso?

Confira alguns dados disponibilizados pelo Branco Central:

Segundo pesquisas realizadas pelo Banco Central, a economia brasileira deve registrar um avanço de 2,2% em 2018.

É a primeira previsão para o desempenho do PIB para o período.

Falando de indústria, o Banco Central espera uma melhora de desempenho ao projetar uma alta de 2,5% ante a queda estimada de 0,6% para 2017, e os serviços devem crescer 1,9% seguindo a alta prevista.

A autoridade monetária também projeta uma expansão de 2,5% do consumo das famílias e uma recuperação nos gastos do governo, 1% sobre a queda estimada de 1,8% para 2017.


Como a crise impactou os escritórios contábeis?


Como falamos acima, muitos escritórios infelizmente não resistiram à crise, alguns fecharam as portas e outros tiveram uma perda incalculável de clientes que, consequentemente, causou um corte de colaboradores.

Os escritórios que conseguiram se manter diante da crise, tiveram que fazer alguns sacrifícios para que fosse possível continuar.

Sejamos sinceros, em tempos de crise, os serviços viram leilão e vence aquele que tiver menor custo, independente da qualidade do serviço prestado.

Essa realidade se mostrou iminente entre os escritórios contábeis, muitos sofreram com a perda de grandes clientes e até clientes antigos que optaram por contratar um escritório com um custo inferior ou internalizar a contabilidade dentro da própria empresa.

Com isso, os escritórios tiveram que refletir essa realidade para seu ambiente interno, essa reflexão causou, em sua maioria:

  • corte de colaboradores;
  • corte de investimentos em prospecção e marketing;
  • redução da contratação de ferramentas e serviços.

Essa mudança refletiu na rotina e principalmente na gestão dos escritórios, e por diversas vezes, o clima chegou a ficar tenso por conta da instabilidade e até o medo se instaurou nos departamentos quando os colaboradores passaram a ter visão dos reflexos causados pela quebra da economia.

Não podemos negar, foi e está sendo um período difícil para quem tem empresa no Brasil, como profissional é muito difícil olhar para um escritório antigo, de tradição, que ao auge dos seus 20 anos de mercado perdeu mais da metade dos seus clientes e teve seu quadro de funcionários reduzido à duas pessoas.

E além disso, vale ressaltar que os colaboradores que restaram nos escritórios afetados estão com uma sobrecarga de trabalho incrível, não podem nem sonhar com férias e, como sabemos, o cansaço também tem seus reflexos, e os principais acabam sendo:

  • atrasos de tarefas e obrigações contábeis;
  • falta de tempo para dedicar ao atendimento ao cliente;
  • multas em decorrência de atrasos;
  • falta de tempo para atualizar o site ou redes sociais da empresa;
  • falta de tempo para prospectar novos clientes.

Dentre tantos outros reflexos que tantos escritórios contábeis acabaram sofrendo. O que descrevemos acima é o cenário atual de muitos escritórios, é a realidade que se instaurou diante da crise.

Mas analisando os números que divulgamos acima, sabemos que o Brasil voltará a crescer e isso significa uma oportunidade de melhoria e de crescimento, mas agora que entra a pergunta-chave desse artigo: o seu escritório, tendo passado por tudo o que passou, saberá lidar com o aquecimento da economia?

Ou seja, saberá aproveitar as boas projeções de crescimento para crescer junto com o país?


O Brasil voltará a crescer. E o meu escritório?


Essa pergunta apesar de parecer bem lógica, não é. Um escritório contábil que sofreu com os impactos causados pela crise, provavelmente, vai lidar com as consequências causadas por um longo período a frente.

E isso é normal, podemos comparar a crise à um furacão, por exemplo. Quando um furacão atinge determinada cidade, deixa destroços e feridos por toda a parte, e quando finalmente o furacão vai embora, as casas ainda estão abaixo e as pessoas ainda estão desestabilizadas.

Para saber se o seu escritório contábil voltará a crescer e prosperar como todos nós desejamos, é inevitável considerar a particularidade de cada um, é óbvio que alguns escritórios sofreram muito mais que outros, por isso, falaremos de uma forma geral a respeito do assunto.

Você como gestor contábil, deve ter em mente que sem investimento é impossível crescer.

Para se reerguer ou continuar crescendo no cenário futuro do nosso país, inevitavelmente você deverá investir no seu escritório.

À primeira vista parece um tanto quanto contraditório aconselhar um escritório contábil com problemas financeiros a investir, ou seja, gastar dinheiro.

O que você precisa entender é que sem investimento seu escritório continuará estagnado.

Talvez sejam necessários mais alguns sacrifícios agora para conseguir prosperar depois, a tecnologia não é barata, mas se for bem estudada, ela traz resultado.

Modernizar seu escritório, contar com ferramentas mais modernas, investir em gestão, em prospecção são uma possível saída para o crescimento, mas como o próprio nome já diz, é um investimento! Você precisará plantar agora para colher depois.

Quer saber quais são os tipos de investimento que você pode fazer para ver seu escritório prosperar em 2018? Então não deixe de acompanhar nosso post que sairá dia 09/10, abordando o tema “Como e o que investir para que meu escritório contábil volte a crescer”.

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *