fbpx

Houve um tempo em que a capacidade de um colaborador era medida apenas pela quantidade de diplomas e certificados que ele apresentava no currículo. Em tempos mais modernos,como hoje, apenas as competências técnicas já não são mais capazes de garantir o bom desempenho de um profissional. Existem outras características, um pouco mais subjetivas, que podem determinar o sucesso de um colaborador. Elas são conhecidas como soft skills

Mas o que são soft skills? Em tradução livre, podemos definir esse termo como “Habilidades interpessoais”, ou seja,  são competências mais relacionadas à personalidade de um colaborador. E são justamente essas capacidades que ajudam a formar uma empresa mais integrada, com rendimento e resultados muito melhores.

E como líder, você precisa estar atento para reconhecer e praticar essas competências junto ao seu time. Por isso, no artigo de hoje reuni tudo o que você precisa saber para desenvolver essas habilidades e incentivar seu time a fazer o mesmo. Mas, antes disso, vamos nos aprofundar um pouco mais no conceito das soft skills.

Vamos lá?

O que são Soft Skills

Como citei, soft skills, são competências e habilidades relacionadas a personalidade e comportamento de um colaborador. São elas as responsáveis por refletir o modo como eles convivem, executam suas funções e se relacionam, por isso, são chamadas também de “competências comportamentais”.

Falando assim pode ser difícil entender o que são soft skills, portanto, vamos nos aprofundar um pouco mais.

As soft skills tendem a ser mais focadas nas capacidade emocionais, ao vez de nas qualificações, técnicas e experiências profissionais. A maneira como um colaborador se relaciona com seus colegas de trabalho e seus superiores dependem de características importantes, como empatia, maturidade e humildade. Conhecidas como competências CHA (Conhecimento, Habilidade e Atitude):

O que são soft skills

Podemos perceber na imagem que, enquanto as soft skills focam em traços de personalidade. As competências técnicas são relacionadas com qualificações e outras habilidades de um colaborador e são chamadas de hard skills.

Qual a diferença entre as soft skills e hard skills

Em contraste com as softs skills, as hard skills são habilidades técnicas que geralmente são específicas do trabalho. Elas vêm de programas de certificação, treinamentos e experiência de trabalho anteriores e podem ser ensinadas, medidas e testadas por meio de provas e tarefas práticas.

As hard skills tendem a se relacionar com o negócio principal de uma organização. Por exemplo, quando seu escritório procura um analista contábil, você normalmente busca hard skills, como: 

• Contabilização e conciliação da folha de pagamento;

• Elaboração de trabalhos de toda rotina contábil, tais como: classificação, conciliação, análise de contas e centros de custos, garantindo a correta classificação contábil com observação ao budget;

• Levantamento das demonstrações financeiras obrigatórias (Balanço e DRE);

• Controle físico e contabilização de itens do ativo imobilizado;

Ou seja, conhecimentos técnicos, muitas vezes mandatórios para uma área. Já as soft skills lidam mais com os relacionamentos interpessoais e envolvem questões como: resolução de conflitos, comunicação, escuta e solução de problemas.

Por muito tempo as hard skills foram consideradas as principais referências em relação ao desempenho e sucesso de um colaborador, assim como as soft skills foram frequentemente subestimadas. E por consequência disso, existe uma escassez grande das habilidades soft skills, como mostra uma pesquisa feita pelo linkedin que descobriu a ausência dessas habilidades em mais de 1,4 milhão de pessoas. 

Agora você deve estar se perguntando: Se ainda existe escassez, será que essas as competências soft skills são realmente importantes para o mercado? A resposta é sim e eu te mostro o porque.

Por que as habilidades soft skills são importantes e como elas podem beneficiar o seu negócio.

Ainda que as hard skills sejam muito importantes para que os colaboradores preencham as expectativas e tenham as experiências desejadas para o cargo que ocupam, só isso não é suficiente. Competências como empatia, mediação de conflitos, comunicação não violenta e escuta ativa, sustentam quase todas as facetas operacionais de um negócio. Em toda a sua organização, em cada unidade de negócios e função do colaborador, as soft skills são cruciais para conquistar novos clientes, melhorar as métricas de atendimento e construir uma equipe dinâmica e forte. 

Existem muitos outros benefícios organizacionais a serem obtidos com  as soft skills, e aqui estão os três principais:


1- Melhorar o atendimento ao cliente

Isso pode ser considerado o benefício mais óbvio de melhorar as soft skills no local de trabalho. Seus colaboradores serão capazes de ouvir ativamente e com mais eficácia para entender as necessidades de seus clientes, identificar problemas e ajudá-los a resolvê-los. Eles também tendem a ter mais compaixão e empatia após o aprimoramento das softs skills, o que pode ter um grande impacto positivo no atendimento ao cliente. 

2- Aumentar as vendas

Melhorar as soft skills pode beneficiar sua equipe de vendas durante o processo de negociação. Os colaboradores podem usar suas competências interpessoais para se envolver com o cliente em um nível mais próximo, sem violar os limites profissionais importantes, e seus clientes certamente apreciarão isso. Quando os funcionários reservam um tempo adicional para discutir os pontos problemáticos que seus clientes experimentam e combiná-los com a solução certa, a venda resultará por si só.

3- Possibilitar a retenção de funcionários

Sua organização reterá mais talentos porque você estará investindo no crescimento profissional deles, e isso compensa. Você reduzirá a necessidade de contratar e treinar pessoal substituto, reduzindo assim os custos organizacionais. Além disso, as habilidades interpessoais melhoram a retenção de conhecimento e equipam os funcionários para assumir a responsabilidade por seu desenvolvimento pessoal. 


As soft skills mais valorizadas no mercado

Agora que você entende o que são soft skills e qual a sua importância no mercado, deve estar se perguntando em quais competências você deve se concentrar e desenvolver em sua equipe, certo?

Para responder a essa pergunta, listei as 5 principais soft skills mais valorizadas pelo mercado atualmente.


1- Comunicação eficaz

O que são soft skills

Comunicar-se de forma eficaz, vai além de falar o mesmo idioma. Ela inclui a capacidade de transmitir e interpretar ideias, tornando possível a compreensão por outras pessoas. Ou seja, é a habilidade de se fazer entender, de forma clara e transparente.

Quando se tem essa soft skill, o colaborador se torna capaz de se comunicar com qualquer tipo de público e alcançar objetivos como persuasão e influência. 

Uma boa comunicação inclui também saber ouvir atentamente, se expressar de maneira correta, saber se portar em diferentes situações, entender o que está sendo dito e ter a capacidade e a facilidade de realizar trabalhos em equipe. 

2-Pensamento criativo

O que são soft skills

Algumas pessoas são naturalmente mais criativas que outras. Entretanto, o tipo de criatividade requisitada por grande parte das profissões é algo que pode ser aperfeiçoado com a prática. 

Apesar da habilidade ser mais ou menos exigida, dependendo da área ou do cargo, em um mercado tão competitivo quanto o de agora, quem demonstrar mais facilidade na elaboração de soluções rápidas e inovadoras, tende a se dar muito bem. No mundo contábil, por exemplo, um colaborador com um pensamento criativo conseguiria trazer alternativas singulares para o problema de um cliente ou para um momento de crise na empresa. 

A criatividade, mais do que algo inato, pode ser construída por meio de conhecimentos sobre determinado assunto, resiliência e até mesmo as próprias experiências profissionais.


3- Resiliência

O que são soft skills

Essa pode ser talvez a soft skill mais importante para o momento de crise que passamos. 

A resiliência é a capacidade de se recuperar frente a momentos de adversidade. E mais do que força, ela exige maturidade e saúde emocional. O colaborador que possui essa soft skill, consegue lidar com problemas, adaptar-se a mudanças e costuma ser resistente e saber trabalhar sobre pressão. Além de saber lidar com prazos curtos, mudanças no planejamento e até mesmo acontecimentos na vida pessoal sem deixar que isso afete o seu desempenho.

4- Empatia

O que são soft skills

A empatia é uma soft skill valorizada para qualquer cargo, mas, principalmente, para líderes e gestores. Empatia é a capacidade de se colocar no lugar de outra pessoa de forma que se consiga compreender o próximo. No caso do âmbito profissional, a empatia se mostra útil em dois aspectos.

Em primeiro lugar, para a relação entre líderes e colaboradores. Isso porque, relacionamentos nos quais existe alguma forma de hierarquia ou liderança, se colocar no lugar do outro ajuda a tornar a gestão mais aberta e humana. Sendo então a chave para uma boa gestão de pessoas. 

Em segundo, esta é uma soft skill crucial para a relação entre escritório e cliente. A empatia ajuda o escritório a entender qual a necessidade exata do cliente. Com isso em mente, fica mais fácil fazer um discurso direcionado e persuasivo para impulsionar e melhorar os resultados do negócio.


5- Ética 

O que são soft skills

Essa é uma soft skill difícil de ser ensinada, afinal, pessoas éticas, não aprendem essa capacidade como se aprende uma hard skill, como contabilidade fiscal, por exemplo. Essa é uma habilidade que se desenvolve ao longo da vida, com suas experiências, vivências e exemplos. 

A ética é um aprendizado da vida e engloba tanto a postura em relação à pontualidade quanto a responsabilidade com o trabalho e a empresa, de modo geral. Ou seja, trata-se de um conjunto de valores que aparecem no dia a dia do trabalho, em pequenas ações, como assumir responsabilidade por erros e mal-entendidos, não tomar crédito pelo trabalho do outro, respeitar a decisão de seus superiores, entre outras ações.

Como incentivar e desenvolver as soft skills no seu escritório

Um grande erro cometido por diversos escritórios é a decisão de procurar essas soft skills em novos funcionários, ao invés de investir na evolução de quem já faz parte do seu quadro. Outro grande erro é esquecer que você, como líder, também deve investir no desenvolvimento de suas próprias soft skills.

Para te ajudar, não só a incentivar sua equipe, mas, a desenvolver as soft skills em você, como gestor, listei algumas ações possíveis de se fazer:

1- Investir em um programa de mentoria

Se você identificar em um colaborador a necessidade de desenvolver uma soft skill específica como comunicação eficaz por exemplo, você pode considerar colocá-lo em um programa de mentoria. E adaptar uma abordagem de aprendizagem que seja específica e direcionada. O processo de mentoria no local de trabalho normalmente implica na colaboração com o funcionário para identificar, direcionar e planejar o seu desempenho.

O mentor, que pode ser um colaborador que já possui essa soft skill específica, aí ficará sob a responsabilidade dele definir as metas do mentorado, assim como ajudá-lo a melhorar seus pontos fracos e reforçar seus pontos fortes. 

Por exemplo: Vamos supor que no seu escritório tenha um funcionário com dificuldades em se posicionar nas reuniões de time. Por outro lado, também existe na equipe um colaborador com boas skills em comunicação. Você pode incentivar esses dois colaboradores a trabalharem juntos em um programa de mentoria. Desta forma, o funcionário com dificuldades de se comunicar, poderá desenvolver essa habilidade com um colega que já tem essa skill inata.  

Já você como líder, também pode participar de um programa para mentorados com profissionais especializados e assim desenvolver suas soft skills. Não a dúvidas que o programa de mentoria é especialmente eficaz para transmitir diversos tipos de habilidades.


2- Reconhecer e estimular 

Como líder, você sabe que dentro da sua equipe sempre haverá os profissionais que se destacam, seja pela sua proatividade, criatividade, motivação ou pelo comprometimento. 

Para incentivar essas habilidades, é importante reconhecê-las. Dessa forma você estimula não só o colaborador que já possui essas soft skills, mas aqueles que não são tão desenvolvidos assim.

Mas lembre-se, essa ação não deve gerar competição ou rivalidade entre os colaboradores, então, tenha a certeza que todos estão sendo estimulados da mesma maneira.

Para a posição de líder, o ideal é praticar o reconhecimento e saber enxergar os momentos que errou é o primeiro passo para desenvolver suas soft skills. Lembre se que um líder também tem suas limitações e nem sempre está certo e reconhecê-las pode dar ao seu time uma outra visão sobre a sua liderança. 


3- Oferecer e receber feedback

Quando você reserva um tempo para conversar com os colaboradores e mantém a troca constante de feedbacks, contribui para que a equipe entenda quais são seus pontos fortes e de melhoria.

Aproveite para usar esse momento para tirar a impressão de que o feedback é algo negativo e mostre que você também está disposto a recebê-los com humildade. Desse modo, os colaboradores se sentirão mais motivados e dispostos a desenvolver suas habilidades interpessoais, além de ficarem mais abertos a sugestões e pedidos de seus gestores em relação ao seu desempenho. Além disso, quando se investe nessa cultura fica mais fácil identificar, até mesmo naquele colaborador menos desenvolto, softs skills que você poderia não enxergar em outros momentos.

Portanto, aproveite esse momento para identificar as soft skills e ajudar seu colaborador a desenvolvê-las. 


4- Incentivar a busca pelo autoconhecimento

O autoconhecimento é peça importante para aprimorar ou descobrir soft skills que ainda não foram despertadas. Portanto, é importante você reservar um tempo para desenvolvê-lo junto a sua equipe. 

Essa não é uma tarefa fácil, uma vez que, a rotina de um escritório contábil costuma ser corrida e, muitas vezes, estressante — todos precisam entregar trabalhos no prazo, atingir as metas e zelar pelo bom andamento de suas funções.

No entanto, enquanto não for feito o exercício de olhar para dentro, as soft skills correrão o risco de ficar encobertas por essa mesma rotina. Consequentemente, as entregas continuaram sendo realizadas, mas sem a excelência e a performance que as softs skills poderiam proporcionar. 

Por isso, incentivar o autoconhecimento, ou seja, a reflexão sobre eles mesmos, é o que ajuda a evoluir. 

5- Trabalhar um tipo de soft skill por vez

Como disse, existem muitos desafios dentro de um escritório contábil e, para que os processos de desenvolvimento das soft skills não se percam pelo caminho, procure eleger uma habilidade de cada vez para trabalhar com a sua equipe e em você mesmo. Não selecione todas de uma vez, pois essa atitude pode acabar te fazendo perder o foco. Além disso, nem todos os colaboradores conseguirão assimilar essa demanda.

Priorizando uma soft skill por vez, todos terão tempo de amadurecer suas habilidades e os processos poderão acontecer de forma mais natural.


Entendeu o que são soft skills e a importância de desenvolvê-las?

Espero que este artigo tenha te ajudado a entender que as habilidades interpessoais e comportamentais são tão importantes quanto as habilidades técnicas. Ou seja, ter um time com as hard skills necessárias, ou ser um líder com diversos conhecimentos técnicos, não é suficiente para manter uma equipe de alto rendimento. Competências como comunicação eficaz e resolução de conflitos, podem elevar os resultados do seu negócio. Por isso, as soft skills têm se tornando cada vez mais importantes e necessárias para que um escritório prospere. 
Agora é colocar a mão na massa, seguir as dicas deste artigo, começar a desenvolver suas soft skills e estimular sua equipe a fazer o mesmo!