5 Opções de bancos digitais para escritórios contábeis – Para você migrar sua conta PJ e fugir das taxas abusivas dos bancos tradicionais

Devido à imensa quantidade de burocracias e taxas abusivas que os bancos tradicionais impõem às empresas, muitos empreendedores buscam outras alternativas na hora de abrir uma conta jurídica. Neste contexto, os bancos digitais, que já eram tendência entre as pessoas físicas, se tornaram também uma ótima opção para o empresário que deseja ter mais transparência, eficiência, agilidade e menos tarifas em suas transações. No entanto, entre as opções existentes até o momento, como saber qual o melhor banco digital para o seu escritório? Como identificar qual deles oferece as melhores opções para o seu perfil de negócio? Pois bem, essa é a principal dúvida quando se está planejando essa mudança. Por isso, neste conteúdo, irei apresentar 5 opções de bancos digitais para escritório contábil, com detalhes sobre tarifas, benefícios e acessibilidade. 

Então, se você pensa em fazer essa transição e quer saber para qual banco digital migrar a gestão financeira da sua empresa, continue comigo!

O que é um banco digital?

Antes de seguirmos para a lista de melhores opções de bancos digitais para escritórios contábeis, vou explicar melhor o que é um banco digital. Assim, terei certeza de que estamos na mesma página, combinado? 

Nascidos como fintechs, startups conhecidas por trazerem inovação tecnológica ao sistema financeiro, os bancos digitais chegaram no Brasil há pouco tempo, em 2016. Logo após a regulamentação do Conselho Monetário Nacional (CMN), porém, inicialmente, como uma opção apenas para pessoas físicas. No entanto, com o crescimento dessas instituições, em 2018, através da Resolução Nº 4.697, de 27 de novembro de 2018, o Banco Central permitiu que essas empresas atendessem também a demanda das pessoas jurídicas com empresas de qualquer porte. 

Esses bancos oferecem os mesmos serviços de um banco tradicional para pessoa jurídica,  a grande diferença está na forma como eles executam suas atividades, que é 100% online. Ou seja, tudo que o cliente precisa é feito por um celular, tablet, computador, ou qualquer outro aparelho com acesso à internet. Por ter uma operação online, essas instituições não possuem um espaço físico dedicado ao atendimento dos clientes, como os bancos tradicionais. Dessa forma, sem o custo operacional de manter uma agência física, os bancos digitais acabam oferecendo taxas mais baixas em relação aos bancos tradicionais.

Qual a diferença entre os bancos digitais e as fintechs?

Como eu disse, os bancos digitais surgiram como fintechs, mas hoje, nem toda fintech é um banco digital. Por isso, é importante que você entenda a diferença entre eles para que não perca tempo tentando migrar para uma empresa que não irá atender suas necessidades.

As fintechs tem como objetivo desburocratizar um serviço financeiro específico, como, por exemplo, as fintechs de pagamentos, que trazem mais facilidade para a compra e venda de serviços. Outro exemplo são as fintechs de gerenciamento e finanças, que focam em ajudar o empreendedor a fazer a gestão financeira do seu negócio, como o GuiaBolso, Conta Azul e Contabilizei

A grande diferença entre as fintechs e os bancos digitais é a regulamentação de instituição financeira registrada junto ao Banco Central como um banco e a gama de serviços oferecidos. Por isso, as fintechs não são bancos, pois além de não oferecer os mesmos serviços que um banco tradicional oferece, elas não possuem esse registro dado pelo Banco Central. 

No entanto, existem fintechs que também são bancos digitais e um grande exemplo é a Nubank, que chegou ao Brasil para desburocratizar o mundo dos cartões de crédito, ou seja, uma fintech focada em uma dor específica. E, hoje, é uma instituição reconhecida pelo Banco Central e, por conta disso, pode oferecer serviços, como abertura de conta corrente e poupança.

Portanto, para ficar clara a diferença entre fintech e banco digital:

Fintechs: Oferecem serviços focados em um determinado serviço financeiro, de forma bem 

específica

Bancos digitais: São fintechs, pois unem tecnologia e inovação focados no mercado financeiro, mas oferecem os mesmos serviços que os bancos tradicionais.

Por que abrir uma conta de pessoa jurídica em um banco digital é uma boa opção para escritórios?

Se você é empresário há muito tempo, sabe o quão burocrático é realizar a abertura de uma conta para empresas em um banco tradicional. São necessárias inúmeras confirmações, averiguações, grandes faturamentos, entre muitos outros detalhes. No entanto, com a chegada dos bancos digitais, essa realidade mudou, basta apenas alguns cliques para ter um conta ativa. 

Os bancos digitais facilitaram a vida das empresas, não só por agilizar centenas de processos financeiros dos quais você, como empreendedor, depende para administrar seu dinheiro, mas também por oferecem centenas de facilidades, como:

  • Conta corrente digital sem tarifa;
  • Cartão de crédito (em muitos casos sem anuidade);
  • Investimentos;
  • Seguros;
  • Consórcios;
  • Empréstimos descomplicados e fáceis de solicitar;
  • Gestão financeira descomplicada;
  • Emissão de boletos;
  • Suporte digital ao cliente; 
  • Aplicativo para a resolução autónoma dos problemas.

Mesmo com todas essas facilidades, é natural ter dúvidas quanto à confiabilidade dos bancos digitais. Afinal, eles são relativamente recentes, então não possuem um histórico sólido e centenário, como os bancos tradicionais. Mas, pense que eles surgiram para atender a uma demanda que desejava fugir dos problemas de um banco tradicional, como burocracias, processos dificultosos e a falta de um atendimento personalizado. Por isso, quando perguntam se os bancos digitais são boas opções para um escritório contábeis, a resposta é sim, sem dúvidas, desde que se escolha a instituição certa para as suas dores e necessidades. Porque, quando se faz a escolha errada, há grandes riscos de desperdício de tempo, dinheiro, entre outros recursos. 

 5 Opções de bancos digitais para o seu escritório

Agora que você está afiado sobre o tema, vamos conhecer as 5 melhores opções de bancos digitais para escritórios contábeis, bem como suas características e vantagens .

Então, sem ordem de preferência, segue a lista:

1- BS2

O banco BS2, antigo Bonsucesso, tem um portfólio bem completo para pessoa jurídica e pode ser uma boa opção de banco digital para escritório contábil.

As contas para PJ possuem isenção de tarifa de manutenção, oferecem boas opções de serviços de crédito, câmbio, investimentos e APIs (Application Program Interface) que fazem a integração entre pagamentos, transferências etc. Além disso, possui ótimos limites disponíveis para cartão de crédito, todos sem anuidade e isenção de taxa para emissão de boletos ilimitados.

Algumas características do banco digital BS2, são:

  • Taxas de R$ 2,47 por boleto bancário compensado;
  • Taxa de R$ 3,50 por TED realizada acima do limite;
  • Aplicativo intuitivo; 
  • Link para pagamento;
  • Pagamento de tributos com e sem código de barras.

Outro detalhe interessante do banco digital BS2 é o dashboard que te permite fazer uma gestão financeira do seu negócio, com detalhes sobre tudo o que você recebeu e pagou com o cartão de débito da empresa. Em breve, essa opção será estendida também ao cartão de crédito. E, se o seu escritório tem como serviço a contabilidade internacional, o banco disponibiliza alguns processos que podem facilitar o trâmite entre o seu negócio e esses clientes. 

Para abrir uma conta digital no banco BS2, basta ter um CNPJ.

2- C6 Bank

Outra boa opção de banco digital para escritório contábil é o C6 Bank. Inclusive, a proposta de valor deles é exatamente essa, ser a melhor opção do mercado, principalmente quando o assunto é PJ.

Ele surgiu da união de ex-executivos da fintech BTG Pactual e recebeu autorização do Banco Central para começar a operar recentemente, em janeiro de 2019, liberado inicialmente apenas para funcionários e convidados. Pouco tempo depois, lançou a sua conta para PJ.

O C6 Bank oferece boas soluções integradas de pagamento, cobrança e crédito, e seu grande diferencial está no atendimento personalizado com um consultor para os empresários. A ideia é que esse profissional não só tire dúvidas, como ofereça a você opções e benefícios de acordo com o seu perfil de negócio. Em contrapartida, se deseja fazer a emissão de boletos de cobrança, o C6 Bank não possui essa disponibilidade. 

Outras características desse banco digital, são:

  • Sem mensalidade
  • Opção de pedágio sem filas;
  • Transferência via SMS;
  • Maquininha;
  • Conta exclusiva para MEI;
  • Plano de Investimentos;
  • Opção de conta internacional.

O banco também possui diversas opções de empréstimos para escritórios com até 60 dias para pagar, crédito para um auxílio mais emergencial e antecipação de recebíveis. 

Para abrir uma conta digital no banco C6 Bank é necessário ter um faturamento anual de no mínimo R$81 mil.

3- Banco Inter

A próxima opção de banco digital para escritório contábil é o Banco Inter, uma escolha segura se você prefere optar por empresas com tempo de mercado. Isso porque, o Banco Inter foi um dos pioneiros entre os bancos digitais no Brasil e, por conta disso, tem um pouco mais de experiência no mercado.

O Banco Inter atende desde profissionais liberais até grandes empresas e sua conta corrente PJ não possui custos para emissão de boletos, saques e nem TED ‘s. Além disso, ele tem duas opções de contas que vão de acordo com o perfil do empreendedor, são elas a conta para MEI e a conta para EI, SLU, LTDA, S.A ou Condomínio.

Apesar dessas vantagens, para ter uma conta digital PJ no Banco Inter, você precisa, necessariamente, ter uma conta pessoa física lá também. Segundo eles, isso acontece porque a conta PJ é um benefício para o correntista pessoa física.

Algumas características do Banco Inter, são:

  • 100 TEDs e boletos gratuitos por mês;
  • Recebimento via QR code gratuito;
  • Convênio com as principais bandeiras de cartão;
  • Extratos por período em vários formatos (PDF, OFX e CSV);
  • Folha de pagamento automática;
  • Aplicativo intuitivo; 

Folha de pagamento automática

  • APIs para gestão.

Para abrir uma conta digital no Banco Inter, basta apenas ter CNPJ.

4- Nubank

Um dos mais conhecidos no mercado, o Nubank também é uma opção de banco digital para escritório contábil.

Lançada em julho de 2019,  a Nuconta PJ é restrita a escritórios de um sócio, como MEI, empresário individual e SLU. Ela possui um dos melhores aplicativos dessa lista, sendo um dos mais rápidos, dinâmicos e simples. 

A conta PJ oferece ao cliente 100% do CDI para os valores que estiverem parados na sua conta, o que é uma grande vantagem. Agora, o seu verdadeiro diferencial está no suporte que a empresa oferece aos seus clientes. Super personalizado, dinâmico e empático, o atendimento oferecido por eles soluciona os problemas com agilidade. Porém, tem um detalhe que pode ser desanimador se você é um contador que saca dinheiro com frequência. A NuConta, oferece obstáculos para os saques, que são feitos no caixa 24 horas e possuem taxas de R$ 6,50, independente do valor.

Algumas características do Nuconta PJ, são:

  • Transferências gratuitas e ilimitadas para qualquer banco;
  • Envio de link de cobrança;
  • Possibilidade de gerar extrato OFX e PDF direto no app;
  • Pagamento de boletos e tributos;
  • Boleto de cobrança (3 reais por boleto);
  • PIX e TED para outros bancos;
  • Emissão de boletos.

Além disso, o banco digital também possui algumas opções de empréstimos e em breve irá lançar o cartão de crédito para PJ. 

Para abrir uma conta no Nubank, basta ter um CNPJ e ser um contador formalizado como MEI, EI, SLU ou LTDA Unipessoal.

5- Cora Bank

Por fim, quero apresentar pra você uma nova empresa que surgiu no mercado e vem se mostrando uma ótima opção de banco digital para escritório contábil, a Cora Bank.

Essa fintech foi criada logo no início da pandemia, em 2020, e trouxe serviços especializados para pequenas e médias empresas. E, apesar de ainda ser nova, a Cora tem ganhado espaço no mercado devido a suas soluções, disponibilidade de produtos e transações ilimitadas. Além disso, a empresa tem investido pesado em segurança da informação devido ao aumento de ciberataques, e tem boa reputação quando o assunto é experiência do cliente. 

Algumas característica da Cora Bank, são:

  • Cartão de Débito;
  • Emissão de boletos sem taxa de cobrança;
  • TED ilimitados;
  • Pagamento via link e QR Code;
  • Pagamento de contas com código e sem código de barras;
  • Acesso por múltiplos sócios;
  • Integração com a contabilidade.

A Cora Bank conta também com uma plataforma que faz a gestão do envio de cobrança, permitindo que você acompanhe quem abriu e recebeu o seu honorário, funcionando como um ótimo aliado contra a inadimplência. E um detalhe importante sobre a Cora Bank é que, segundo o site da empresa, todo o produto foi desenvolvido e melhorado de acordo com o feedback dos clientes. Ou seja, é bem possível que ela tenha boas funcionalidades e usabilidade.  

Para abrir uma conta digital na Cora Bank, basta ter um CNPJ

Pronto para investir nos bancos digitais para o seu escritório?

E, então, considerando seu perfil empreendedor, já decidiu quais são as vantagens que mais te interessam entre essa lista de opções de bancos digitais para escritórios contábeis? Espero que sim e que você possa sair desse artigo pronto, seguro e munido de boas informações para abrir sua conta PJ digital. Depois me conta aqui nos comentários qual foi a sua escolha e o porquê, combinado? 

Até o próximo conteúdo! 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Explore
Redes Sociais

© 2021 Gestta | Todos os direitos reservados