Plano de crescimento – 6 passos para levar seu escritório ao próximo nível

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Todo fim de ano costuma ser tomado por aquele sentimento de otimismo e mudança. Então, que tal aproveitar esse momento de ressignificação e começar a estruturar o plano de crescimento do seu escritório? Afinal, em um mercado competitivo e sujeito a mudanças frequentes, como o contábil, crescer não é uma tarefa das mais fáceis e exige muito planejamento e entusiasmo. Por isso, é importante aproveitar essa época para criar estratégias que permitam que o seu escritório cresça de maneira saudável e consistente no próximo ano. 

Portanto, neste artigo, irei ajudá-lo a estruturar o seu plano de crescimento e definir quais serão as metas a serem alcançadas no futuro próximo!

Bora lá?

Como criar um plano de crescimento para um escritório contábil?

Um plano de crescimento dará ao seu escritório os insumos necessários para expandir seu negócio de maneira saudável, eficiente e estruturada. 

Veja abaixo os 6 passos que te ajudarão a criá-lo!

1- Analise o passado do seu escritório

O primeiro passo para estruturar o seu plano de crescimento é olhar para trás e avaliar o seu escritório. 

Para isso, faça perguntas a si mesmo, como:

A intenção é fazer algo como uma retrospectiva das principais ações e resultados do escritório durante o último ano. 

Neste momento de reflexão e análise, é possível compreender melhor o atual momento do seu negócio e quais ações e estratégias o trouxeram até aqui. 

2- Faça a análise swot do seu negócio

Passado analisado, agora é hora de encontrar as forças e as fraquezas do seu negócio, explorando tanto o campo interno quanto o externo. Para isso, a melhor estratégia é colocar a análise swot em prática. 

Se você ainda não conhece, a análise swot, também chamada de FOFA, é uma ferramenta de planejamento, capaz de analisar cenários e embasar a tomada de decisões. Ela costuma ser aplicada nas empresas antes da implantação de um projeto de impacto para o negócio, como, justamente, um plano de crescimento.

Para utilizá-la, basta preencher cada um dos quadrantes abaixo com as forças e fraquezas internas e ameaças e oportunidades externas do seu escritório, conforme o exemplo:

Estar atento a esses quatro importantes aspectos é fundamental para a elaboração do plano de crescimento do seu escritório. Pois, te ajudará a entender o que pode impulsionar e o que pode retrair seu empreendimento no próximo ano. 

3- Faça um estudo do mercado

Estudar o mercado é um importante passo do seu plano de crescimento.

Isso porque, as estratégias a serem traçadas para fazer o seu escritório crescer devem considerar fatores, como concorrência e público-alvo. Dessa forma, fazer uma boa pesquisa de mercado, pode oferecer insights importantes para a sua estratégia. Por meio desse tipo de estudo, é possível compreender o comportamento do público ao qual seus serviços são direcionados, como preferência, satisfação, relacionamento, etc.

Como o foco aqui é crescimento, para realizar essa pesquisa, você deve criar um questionário e encaminhar para os seus clientes, com perguntas do tipo:

  • O meu escritório tem ajudado a sua empresa?
  • O que falta em nosso atendimento?
  • Como tem sido a sua relação com o nosso escritório?
  • Existe algum serviço que você acha que podemos adicionar em nosso portfólio? 

Você também pode adicionar pesquisas a suas redes sociais, com perguntas mais genéricas, e entender que tipo de demanda reprimida seu público gostaria de ver sendo atendida pelo seu escritório. 

Com todas essas informações reunidas, fica mais fácil entender o terreno em que a sua empresa está pisando e estabelecer estratégias e planos de ação com mais clareza, segurança, acertando em cheio as necessidades e dores do seu público. 

4- Defina metas inteligentes

Agora que você já tem uma boa quantidade de informações sobre o seu escritório, seu mercado e seu público, chegou a hora de definir as metas do seu plano de crescimento. 

Sabemos que “crescer” é o objetivo principal, mas o que você fará para que esse crescimento seja concretizado, ainda é um mistério. Por isso, é fundamental definir metas, afinal, de nada adianta caminhar sem saber onde quer chegar, não é mesmo?

No entanto, procure definir metas inteligentes, que sejam específicas, mensuráveis, alcançáveis, relevantes e com um prazo determinado. Ainda, é importante evitar metas impossíveis de serem atingidas, pois isso pode desmotivar você e sua força de trabalho durante o processo. Ao mesmo tempo, não subestime seus colaboradores colocando metas muito fáceis, o segredo aqui é encontrar o equilíbrio. 

Por exemplo: Usando o nosso quadrante de fraquezas internas, vamos pegar um dos pontos que mencionamos: o sistema de gestão inadequado. Nesse caso, poderíamos determinar a nossa meta da seguinte forma: 

5- Projete alguns cenários

Ok, neste momento você tem um belo planejamento, com metas e objetivos bem definidos, mas o que fazer se tudo der errado? 

Pois é, de imediato pode até parecer um pensamento pessimista. No entanto, para que o seu plano de crescimento dê certo, é indispensável pensar e se preparar para surpresas desagradáveis, como instabilidade política e econômica, inflação, juros, pandemias, etc.

Neste contexto, projete alguns possíveis cenários e procure entender como a sua empresa se comportaria frente a essas situações. Pensar dessa forma, dará a você a chance de preparar estratégias alternativas para proteger sua empresa. 

6- Crie um planejamento financeiro

Por fim, mas não menos importante, crie um planejamento financeiro. Afinal, serão as suas finanças que irão sustentar tudo o que traçou até aqui. 

Para isso, faça um diagnóstico da situação econômica atual do seu escritório, considerando o fluxo de caixa, capital de giro, investimentos, dívidas, etc. Com essas informações, é possível definir um planejamento financeiro eficiente, determinando quais serão suas prioridades, que direcionamento você dará ao dinheiro do seu escritório, quais cortes precisarão ser feitos, entre outras decisões.

E lembra das metas inteligentes que traçamos? Então, é extremamente importante que elas estejam alinhadas com suas finanças, pois de nada vai adiantar traçar metas que extrapolam a realidade do seu caixa, não é mesmo?

Pronto para começar a planejar o crescimento do seu escritório?

Essas foram as 6 dicas de como criar um plano de crescimento para o seu escritório. Agora que você já sabe o que fazer, que tal colocar tudo isso em prática? Assim, você pode garantir mais um ano próspero e um crescimento saudável para o seu negócio. 

E não se esqueça, como todo planejamento, o seu plano de crescimento deve ser reavaliado de forma periódica. Assim, você pode adequá-lo às mudanças e aproveitar as oportunidades que podem surgir ao longo do ano, combinado? 

Então, mãos à obra e até o próximo conteúdo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *