fbpx

A rotatividade de pessoal é algo normal na rotina da maioria das empresas. Às vezes um funcionário muda de cidade, se aposenta ou decide investir em outra área. Até aí tudo bem. O  prejuízo começa quando essa desfalque no time começa a ser constante. 

Além do tempo gasto para treinar novos colaboradores repetidamente atrapalhar na produtividade do escritório, a saída frequente de pessoal também pode deixar seu cliente inseguro. E não é pra menos, afinal, é para o pessoal do seu escritório que ele confia o cuidado de seu patrimônio todo mês.

E aí, seu negócio sofre com esse mal? Então você está no lugar certo! 

Considerando como reter talentos na sua empresa contábil é uma missão difícil, eu separei 5 dicas para reduzir e, até, evitar a alta rotatividade de pessoal no seu escritório.

Vamos lá?

5 formas de reduzir a rotatividade de pessoal na sua empresa contábil

1. Promova um espaço que as pessoas queiram ficar

Você sabia que nove em cada dez trabalhadores brasileiros apresentam sintomas de ansiedade? Pois é!, E, além disso, quase metade (47%) sofre de algum nível de depressão, que pode ir do moderado ao incapacitante. Foi o que apontou uma pesquisa recente realizada pela International Stress Management Association.

E existem práticas tóxicas no ambiente de trabalho que, embora nem sempre a gente se dê conta, podem contribuir para piorar esse quadro. Se você quiser saber mais sobre isso, dá uma olhada nesse outro conteúdo do nosso blog onde falamos a respeito: 4 erros na rotina contábil que podem causar a Síndrome de Burnout.

É  por isso que cuidar da qualidade de vida da sua equipe não é uma escolha, mas uma necessidade tão estratégica quanto investir na melhoria dos seus serviços ou em marketing, por exemplo.

Quando um funcionário vê que a gestão se importa com seu bem-estar, ele trabalha mais motivado, falta menos e tem vontade de ficar e crescer junto com a empresa.

Sendo assim, separamos algumas ideias de ações que você pode aplicar no seu escritório para reduzir a rotatividade de pessoal, se liga:

  • Ginástica laboral;
  • Orientação quanto a ergonomia;
  • Oferta de equipamentos e mobiliário adequado às necessidades de cada pessoa (cadeiras, mesas, apoio para os pés, suporte para o monitor, etc);
  • Palestras sobre saúde e assuntos de interesse geral;
  • Rodas de conversa;
  • Happy hours.

Todas essas atividades mostram para a equipe o quanto a administração da sua empresa contábil se preocupa com eles e está aberta a promover uma melhoria no ambiente de trabalho.

2. Seja adepto do papo reto

Ninguém quer ficar em um lugar onde as pessoas não se comunicam e existem ruídos e boatos, não é mesmo? Então é por isso que já falei aqui no blog e volto a repetir: A comunicação nas empresas é essencial para o sucesso de um negócio. Isso porque incentivar um diálogo aberto com seus colaboradores é fundamental para estabelecer um bom relacionamento interpessoal e manter o time unido e engajado. 

E quando falo de “comunicação”, não me refiro apenas a comunicados gerais no quadro de avisos ou recados pontuais nos e-mails da equipe. Você precisa envolver mais seus colaboradores nas novidades do seu escritório. 

Faça uma reunião semanal para compartilhar com todos o que está rolando na empresa e abra espaço para que o time possa opinar e propor melhorias, por exemplo.

Além dessa ideia, existem várias outras possibilidades relacionadas a comunicação que podem ajudar a reduzir a rotatividade de pessoal no seu escritório. Algumas delas você pode conferir nesse outro conteúdo do nosso blog. Salve aí pra ler depois: 6 dicas para melhorar a comunicação interna do seu escritório contábil.

3. Ofereça perspectivas ao seu time

Se tem uma coisa que difere os seres humanos dos demais animais é que nós fazemos planos para o futuro. Então, quando a empresa oferece ao seu funcionário meios para isso, ou seja: metas claras para crescer e se programar, ele tende a querer ficar por mais tempo.

E nada mais motivador que saber que seus esforços terão resultados, não é mesmo? É por isso que o Plano de Carreira é uma das formas mais eficientes de mostrar a sua equipe, o quanto os indivíduos mais leais e proativos do time têm potencial dentro do seu escritório. 

A escalada profissional mais usada pelos RHs baseia-se em definir três níveis para o mesmo cargo:  júnior, pleno e sênior. Com essa configuração, o time tende a se manter engajado e em busca constante de aperfeiçoamento para conquistar os cargos mais avançados na sua função.

4. Um copo d’água, a senha do wifi e reconhecimento, são coisas que não se nega a ninguém

Quando um colaborador é dedicado, entrega resultados acima da média e é um verdadeiro parceiro do seu escritório contábil, nada mais justo que reconhecê-lo por isso, não é mesmo? 

Além de incentivá-lo a continuar o bom trabalho, essa postura por parte da sua empresa ainda vai estimular o restante da equipe a seguir o mesmo exemplo.

E um boa forma de reconhecer os esforços dos seus melhores funcionários, é criar um programa de incentivo. 

Para isso:

  • Estipule metas claras dentro do padrão SMART: Específica, Mensurável, Alcançável, Relevante e com Tempo bem estabelecido;
  • Defina premiações para quem conseguir atingir o objetivo. 

Essas premiações podem ser um dia de folga, uma bonificação no salário, brindes, viagens ou cursos, por exemplo. 

5. Observe, avalie e reaja

Esses dias falei aqui sobre indicadores de desempenho organizacional para monitorar no seu escritório contábil, já hoje, vou te apresentar uma métrica para avaliar a rotatividade de pessoal no seu escritório: O cálculo de turnover

Funciona assim:

  • Levante o número de admissões e desligamentos do seu escritório;
  • Some esses valores;
  • Divida por 2;
  • E divida pelo número total de funcionários dentro da sua empresa.

Na fórmula fica assim:

Em caráter comparativo, o turnover geral médio das empresas brasileiras é de 43%.

O único problema dessa fórmula, entretanto, é que ela considera também o número de admitidos.  Então, se o seu objetivo é medir a sua eficiência na retenção pessoas, recomendo utilizar a fórmula de turnover que considera apenas os desligamentos.  

Neste caso, a fórmula fica da seguinte forma:

Simples, né?

Enfim, foi-se o tempo que os trabalhadores eram vistos apenas como peças em uma grande engrenagem. Hoje em dia, o mercado entendeu que eles são como um “público interno”. 

Antes de tentar convencer seus clientes do valor da sua empresa, é preciso convencer seus funcionários. Só assim você terá uma time engajado e capaz de vender os seus serviços com eficiência. 

Quer melhorar sua capacidade de reter talentos? Então nossa última dica é esse post aqui sobre gestão de pessoas: Gestão de Pessoas: O que é e como aplicar ao seu escritório contábil!

No mais, se você precisa dar um up na performance geral do seu escritório, solicite uma demonstração gratuita do Gestta e prepare-se para revolucionar sua gestão contábil!