Tipos de concorrência – Conheça os principais e aprenda a interpretar e superar cada um deles!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Conquistar espaço em um mercado altamente competitivo. Está aí um desafio comum no ambiente empresarial brasileiro, especialmente em tempos de incertezas econômicas, quando a prospecção de clientes se torna ainda mais complexa. Por isso, é essencial saber o que outras empresas estão fazendo, conhecer os tipos de concorrência que cercam o seu mercado e acompanhá-los de perto. Afinal, se você quer se diferenciar da concorrência e ficar sempre um passo à frente deles, é preciso conhecê-los profundamente. 

Então, se esse é o seu objetivo, continue comigo! Pois, neste artigo, irei mostrar a você quais os principais tipos de concorrência, como acompanhá-los e porque fazer isso pode ser útil na hora de criar estratégias para superá-los. 

Vamos lá? 

3 Tipos de concorrência que você precisa acompanhar

Administrar um negócio contábil e fazê-lo crescer de forma saudável não é nada fácil. Além de ter que lidar com todos os desafios da gestão de um escritório, não falta concorrência de mercado para elevar os padrões dos clientes.

Por isso, é importante conhecer os tipos de concorrência que você enfrenta e entender como eles funcionam. Inclusive, esse é um dos fatores que devem ser considerados por sua empresa na hora de determinar preços, serviços, padrões de qualidade, entre outros. 

Neste contexto, vamos conhecer os 3 principais tipos de concorrência e suas características.

Direto

Concorrentes diretos são aqueles que oferecem os mesmos serviços que você, exatamente para o mesmo público, competem pelo mesmo mercado potencial e utilizam as mesmas tecnologias e meios de comunicação que o seu escritório.

Ou seja, só para reforçar, seu concorrente direto é aquele que:

  • Opera no mesmo mercado;
  • Oferece os mesmos serviços;
  • Satisfaz as mesmas necessidades;
  • Utiliza os mesmos canais de comunicação e venda;
  • E almeja o mesmo público.

Indireto

Concorrentes indiretos são escritórios que vendem serviços que não são, necessariamente, os mesmos que os seus, mas podem atender às mesmas necessidades do consumidor.

Um exemplo do seu concorrente indireto seria aquela contabilidade que atende de forma segmentada. Isso porque, ela vende um serviço como o seu, não exatamente para o mesmo público, mas, de qualquer forma, pode diminuir a demanda do seu escritório. 

Ou seja, ela opera o mesmo mercado, segmenta quase o mesmo público e pode satisfazer a necessidade de uma fatia de seus clientes. 

Potencial ou de Substituição

Os concorrentes substitutos (também chamados de concorrentes potenciais) são aqueles que têm a capacidade de substituir totalmente a oferta do seu escritório, fornecendo uma outra solução.

A contabilidade online, por exemplo, seria um concorrente potencial ou substituto do seu escritório contábil. Isso porque, embora vocês dois ofereçam serviços de forma bem diferente, suprem as necessidades daquele cliente que quer apenas ‘fechar’ a contabilidade da sua empresa de forma correta.  Ou seja, enquanto o seu escritório se propõe a fazer todo o trabalho burocrático, oferecendo suporte, auxílio e consultoria ao empresário, na contabilidade online, o próprio cliente faz o input das informações de sua empresa em um sistema online e aguarda que a plataforma confirme ou rejeite as informações. 

Ou seja, a entrega da contabilidade online não é igual a sua, mas pode satisfazer, também, uma fatia de seus clientes. 

Como analisar os tipos de concorrência

Para analisar e manter seus concorrentes em seu radar, você precisará seguir 4 passos: 

  • Descobrir e Pesquisar;
  • Analisar;
  • Comparar;
  • E monitorar. 

Não existe dificuldade, mas esse é, sem dúvidas, um trabalho meticuloso que exigirá muito do seu tempo e de sua atenção.  

Vou detalhar cada um desses passos a seguir;

1- Descobrir e Pesquisar

A forma mais simples de encontrar seus concorrentes é procurando por eles, não tem outro jeito. Claro que você já tem alguns nomes em mente que podem ser encaixados aos tipos de concorrência que citei aqui. No entanto, para identificar se eles estão realmente no nível do seu escritório, terá que pesquisar e descobrir pontos em comum. 

Para isso, você pode começar perguntando aos seus vendedores quais são os escritórios mais citados em suas reuniões ou, até mesmo, questionar alguns de seus clientes. Afinal, eles avaliaram outros escritórios e serviços (alguns que você talvez nunca tenha considerado) antes de escolher o seu. Pergunte também aos clientes em potencial, que estarão comparando seus serviços com os de outras empresas em tempo real.  

Utilizar o Google também é um ótimo ponto de partida, você pode digitar na barra de pesquisa as palavras-chave que mais interessam para o seu escritório e assim, encontrar quem está na primeira página de resultados, o que eles falam e oferecem. 

Com os dados coletados em cada uma das pesquisas, você terá bons nomes para iniciar o próximo passo.

2- Analisar

Agora você tem uma lista com alguns nomes que se encaixam nos 3 tipos de concorrência que citei aqui, então, bora analisá-los? 

Para isso, você deve se atentar aos seguintes pontos:

  • Presença: quais canais eles estão presentes e como interagem com os clientes? 
  • Serviços: quais as características técnicas destes concorrentes? Qual a percepção de qualidade, vantagens e desvantagens os clientes parecem ter? Quais tecnologias, inovações e serviços eles oferecem? 
  • Site: como é a estrutura e quais conteúdos eles compartilham? 
  • Redes Sociais: são ativas? Com qual frequência publicam? Quais  tipos de conteúdos e linguagem utilizam? 
  • Atendimento: quais canais disponibilizam para os clientes?
  • Opiniões e reclamações: existe alguma pela internet, como no site Reclame Aqui, por exemplo? Como estão as avaliações no Facebook e Google?;
  • Condições comerciais: quais são seus preços? 

Toda essa análise pode te ajudar a ter insights sobre o que você pode melhorar e o que pode fazer para oferecer uma experiência ainda mais completa para o seu mercado e cliente. 

No entanto, lembre-se que isso em nada tem a ver com copiar. Afinal, por mais que o mercado, público e nicho de vocês sejam parecidos, todas as suas ações devem ser pautadas pelos interesses da sua persona e pelo porte do seu negócio. Por isso, não tente fazer igual a concorrência pois, ao invés de conseguir o mesmo que ela, você pode levar a fama de ser um escritório nada inovador. 

3- Comparar

Todas as informações que você conseguiu reunir até agora devem ser documentadas, pois, esse não será um trabalho pontual e sim algo periódico. Além disso, as coisas podem mudar em um piscar de olhos e você precisa estar atento. 

E além de acompanhar e comparar é preciso usar com inteligência essas informações. Por isso, registre os dados (pode ser em uma planilha ou qualquer outro documento) e use-os para gerar insights relevantes. 

Você pode fazer isso da seguinte forma, por exemplo:

Tipos de concorrência

E assim, a cada mudança relevante, basta adicionar a planilha e assim montar um verdadeiro dossiê dos seus concorrentes! 

4- Monitorar

Como citei no tópico acima, você precisa continuar esse acompanhamento de forma periódica. Portanto, defina um período para realizar e não negligencie esse trabalho.

Claro que, no dia a dia, você irá vê-los em suas redes sociais, receberá notícias e pode até acabar lendo o blog deles, o que é ótimo. No entanto, nem sempre durante esses momentos você estará no trabalho pronto para coletar essas informações. 

Por isso, defina o período exato, faça a análise, compare o que mudou, se vale a pena se adaptar e, obviamente, mantenha a sua mente trabalhando também. Isso porque, não adianta depender somente das mudanças de seus concorrentes para inovar ou otimizar o seu negócio, é preciso ficaratento às novidades do seu mercado. Então fique de olho em novos serviços e tecnologias e procure entender como você pode agregá-los ao seu escritório antes da concorrência. Afinal, o objetivo é se tornar competitivo para os 3 tipos de concorrência, além de se posicionar à frente deles e conquistar o seu espaço.

Porque entender e reconhecer os tipos de concorrência  pode ser útil na criação de novas estratégias?

Agora é possível que você esteja se perguntando: por que investir tempo acompanhando esses concorrentes se há tanto trabalho para ser feito dentro do escritório? A resposta para esse questionamento é muito simples: para garantir que a sua empresa ofereça as melhores soluções, serviços, condições e experiências aos clientes.

Desta forma, pode-se dizer que, entender e acompanhar seus concorrentes pode ser útil para:

Aumentar sua demanda

Uma competição saudável tende a levar você a investir mais em atividades como: marketing, vendas, atendimento e gestão, o que, por consequência, pode aumentar a procura pelo seu serviço e a sua autoridade no mercado.

Impulsionar a inovação

A concorrência mantém sua empresa atenta e motivada a buscar novas formas de tecnologia que possam tornar o seu negócio ainda mais inovador. Assim, você passa a enxergar novas oportunidades de agregar tecnologias e impulsionar o seu negócio.

Encontrar sua  vantagem competitiva 

Como encontrar o que te faz diferente de outros escritórios se você não os conhece? Para ser um negócio verdadeiramente competitivo, inovador e lucrativo é preciso conhecer profundamente sua concorrência e encontrar formas de superá-la. Ou seja, analisando o trabalho deles, você consegue encontrar o que faz do seu escritório único e essa é uma informação valiosa.

Melhorar suas vendas 

Quando você usa os 4 passamos que citei acima, consegue visualizar pontos de melhoria na concorrência e pode utilizá-los para melhorar seus argumentos de vendas. Afinal, você saberá exatamente o que eles deixam de oferecer ao cliente e poderá usar essa informação a seu favor. E esse pode ser um fator de grande influência na decisão do cliente.  

Pronto para conhecer seus concorrentes?

Espero que esse artigo tenha te ajudado a entender o quão importante é acompanhar, analisar e reconhecer seus concorrentes. 

Essa análise é super importante e pode oferecer insights e insumos poderosos para destacar seu escritório, potencializar seus diferenciais competitivos e criar novas estratégias.

Portanto, não enxergue problema em ‘stalkear’ seus concorrentes e passe a investir seu tempo nessa ação! Até porque, é bem provável que eles estejam fazendo o mesmo com você. Então, inicie hoje mesmo o primeiro passo!
E, aproveitando, me conta, você conhecia esses tipos de concorrência? Já fez essa análise aí no seu escritório ou pretende começar depois de ler esse conteúdo? Deixe seu comentário aqui embaixo, sua opinião será sempre bem-vinda!

© 2021 Gestta | Todos os direitos reservados