Gestão Contábil Estratégica – Saiba como começar em seu escritório

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Há um ditado que diz: “pra quem está perdido qualquer rua é caminho”. Isso significa que, se você não sabe onde está agora, fica ainda mais difícil descobrir como e para onde ir no futuro. A gestão contábil estratégica trabalha exatamente com essa ideia. É ela a principal responsável por auxiliar os escritórios contábeis em análises internas para definir novas metas e objetivos com base na situação atual da empresa.

Por tanto, se você quer dar um passo a mais, conquistar uma fatia maior do mercado e se profissionalizar para destacar o seu escritório da concorrência, este artigo pode ajudá-lo.

Vamos nessa?

Qual o conceito da gestão contábil estratégica?

“O conceito de estratégia, em grego strateegia, em latim strategi…”


Einstein, o físico, dizia que querer chegar em novos lugares sem mudar as atitudes é loucura. Parece óbvio, mas nem sempre as organizações seguem essa lógica. É comum que escritórios contábeis queiram expandir seus negócios e aumentar o faturamento, mas até que ponto eles têm trabalhado para isso? É por isso que, a gestão contábil estratégica é importante. Pois, é por meio dela que as empresas de contabilidade alcançam resultados maiores. Ou seja, para chegar até o sucesso há um longo caminho, o trabalho duro é como um automóvel nessa trilha e a gestão contábil estratégica funciona como um GPS, norteando todo o trajeto.

Mas como isso é feito? Basicamente, existem 4 etapas:

  1. Análise dos pontos fracos e fortes da empresa;
  2. Formulação de planos de ação com base em metas e objetivos pré-estipulados;
  3. Execução do planejamento a fim de atingir os objetivos;
  4. Mensuração dos resultados objetivos e ajustes do plano.

Ao chegar na parte de mensuração, os ajustes são realizados e o planejamento é reimplementado a fim de buscar resultados maiores e melhores.

Deu para notar que não há uma repetição de ações? Isso porque, elas só são modificadas quando não funcionam, nesses casos as ações são alteradas em um ciclo infinito, até atingirem o resultado esperado.


A teoria da gestão contábil estratégica na prática


Se o seu objetivo é se destacar da concorrência, aumentar a carteira comercial e garantir a fidelização dos clientes, talvez esteja na hora de implementar a gestão contábil estratégica em seu escritório. E você já entendeu como ela é estruturada, agora vou lhe mostrar como aplica-la.

É muito comum que, em escritórios contábeis, haja uma certa dificuldade em controlar processos, o que acarreta em atrasos e consequentemente em multas. Além disso, há também muita dificuldade em atingir metas (que muitas vezes nem são tão claras e atingíveis), calcular valores de honorários, entre outros. Tudo isso acontece por conta da falta de dados mensuráveis.  Portanto, o primeiro passo é utilizar ferramentas como a matriz SWOT para identificar entre outros, esses pontos fracos.

No caso da ferramenta citada, os pontos a serem analisados são:

Forças

Para a gestão contábil estratégica, Identifique quais características em seu escritório contábil te colocam à frente dos seus principais concorrentes. Desde uma localização privilegiada, até um time contábil extremamente qualificado, todas as vantagens devem ser inseridas aqui.

Fraquezas

Nesta etapa você deve identificar os pontos em seu escritório que podem ser melhorados, como o tempo de atendimento, atrasos recorrentes e time contábil insuficiente. No entanto, lembre-se apenas de citar fraquezas que dependam de algum tipo de controle da empresa.

Ambientes externos

São fatores que influenciam no resultado, mas que não estão sob o controle da empresa, como legislações, fatores econômicos e sociais, clima, eleições, etc.

Oportunidades

Fatores externos que geram benefícios para o escritório como o período de declaração do imposto de renda que aumenta a demanda e, consequentemente, traz novas oportunidades.

Ameaças

Oriundas dos ambientes externos, elas influenciam negativamente os resultados das empresas contábeis. O surgimento de um novo concorrente na região, o lançamento de um software que pode substituir o contador em algum processo, entre outros.


Jornada do herói


Dando continuidade à elaboração da gestão contábil estratégica, assim que você conseguir estabelecer um panorama em relação ao seu escritório, ficará muito mais fácil entender o que deve ser melhorado, quais ações têm funcionado e quais atitudes devem ser tomadas primeiro. Em outras palavras, fica mais fácil decidir como caminhar se você já sabe onde está.

Assim como um herói trilha um caminho ardiloso nos romances e filmes em busca de objetivos, você está pronto para elaborar metas e trilhá-las em busca de mais resultados. Além disso, como todo herói, você também precisa de uma boa arma ou ferramenta que te ajude nessa jornada. Por isso, sugiro, nesse caso, o uso de sistemas de gestão contábil.

Estes softwares podem suprir as principais necessidades do escritório, como o ganho de visibilidade, além de fornecer relatórios de produtividade, o que pode facilitar tomadas de decisão. Além disso, com essas ferramentas você também pode:

  • Automatizar processos e ganhar tempo útil dos colaboradores;
  • Controlar a distribuição de tarefas, evitando a sobrecarga de colaboradores;
  • Obter relatórios de performance que poderão ser utilizados ao final do processo;
  • Oferecer mais segurança e profissionalismo aos seus clientes, gerando ainda mais valor.

É claro que esse foi apenas um exemplo. A forma como você trilhará sua jornada depende de quais desafios e metas foram identificados na etapa de análise.

A ideia é mostrar que você não pode trilhar a caminhada sozinho

É preciso utilizar ferramentas, descentralizar funções e principalmente ter um histórico de tudo o que é feito para poder medir depois. A gestão contábil estratégica pode até parecer complexa no início, mas com o tempo ela começa a funcionar de forma quase automática. Em menos de um ano, você conseguirá perceber o quanto sua empresa evoluiu e, com esses dados, criar projeções pros anos seguintes. E assim, um dia após o outro, trabalhar em busca de resultados.